\imprensa Viva
.

Lula é visto no exterior como o ex-chefe de Estado que se tornou um bandido mequetrefe envolvido com crimes vulgares



O ex-presidente Lula não pode viajar para fazer campanha no exterior, conversar com chefes de Estado, se reunir com empresários ou atrair investimentos para o Brasil Embora se diga um pré-candidato à Presidência do país em 2018, Lula não consegue criar uma agenda internacional simplesmente pelo fato de que ninguém quer recebê-lo, ser visto ou fotografado ao lado dele.

Embora as autoridades brasileiras permitam que um criminoso condenado se lance candidato à Presidência da República, que faça campanhas ilegais antes do prazo estipulado pela lei, ofenda juízes e procuradores em discursos inflamados no alto de palanques, nenhum chefe de Estado ou liderança internacional considera que o petista irá conseguir se candidatar. Os estrangeiros simplesmente se negam a acreditar que um país como o Brasil permitirá que um criminoso condenado por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, réu em seis ações penais e alvo de outros tantos inquéritos criminais concorra à Presidência da República.

Segundo analistas estrangeiros, o juiz Sérgio Moro é o brasileiro que goza da melhor reputação mundial da atualidade. Lula é visto lá fora apenas como um ex-chefe de Estado prestes a ir parar atrás das grades. O petista, segundo analistas, é uma vergonha para a política mundial, pois se fez passar por alguém comprometido com o combate à miséria, mas acabou se revelando um bandidinho mequetrefe envolvido com crimes vulgares, mas que causaram prejuízos bilionários ao Brasil e a investidores estrangeiros. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget