\imprensa Viva
.

Lava Jato se prepara para pedir prisão de Lula. Moro já foi informado sobre investigação sobre recibos falsos



A força-tarefa da Operação Lava Jato informou ao juiz federal Sérgio Moro que abriu uma investigação por meio de 'incidente de falsidade' no caso relativo aos recibos de aluguel falsos apresentados pela defesa do ex-presidente Lula à Justiça. O petista é apontado como dono do apartamento 121 do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo, vizinho ao seu outro apartamento no mesmo prédio. O imóvel, comprado pela Odebrecht por meio de um laranja, é alvo de investigações por ser considerado pelo Ministério Público Federal como propina de R$ 504 mil da empreiteira ao petista.

Para tentar se esquivar da investigação, a defesa do ex-presidente protagonizo uma série de trapalhadas envolvendo a forja dos recibos de aluguel que foram apresentados à Justiça para tentar provar que o imóvel não pertence a Lula. Na sequência, forma cometidos crimes relacionados a coação de testemunhas, fraude processual, obstrução de Justiça e falsidade ideológica. Neste cenário, tanto o ex-presidente Lula quanto seu advogado Roberto Teixeira podem se tornar alvos de mandados de prisão por tentar embaraçar as investigações sobre o caso.



Segundo a defesa do laranja Glaucos Costmarques, ele foi orientado a ‘procurar ao Dr. Roberto Teixeira, que trataria da documentação necessária relativamente à aquisição do imóvel e do contrato de locação’.

“O pagamento de alugueres, esclareça-se, só começou a ocorrer após visita do Dr. Roberto Teixeira ao defendente, quando este estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde Glaucos se submeteria a intervenção cardiovascular. Foi nesta visita que o referido advogado informou-o de que os alugueres passariam a ser pagos regularmente”, sustentam os advogados.

A defesa de Glaucos tem reiterado que, no dia seguinte à visita de Roberto Teixeira, ele recebeu a visita do ‘contador João M. Leite, que foi colher as assinaturas nos recibos, referentes ao ano de 2015’.

O juiz federal Sérgio Moro determinou que o hospital entregasse, num prazo de cinco dias, os registros das visitas do compadre de Lula e do contador a Glaucos. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget