\imprensa Viva
.

Globo perdeu milhões ao defender exposição de crianças à nudez. Prejuízo na imagem da emissora afeta anunciantes



Os danos sofridos pela Rede Globo nos últimos dias ainda não foram calculados, mas já há indícios de prejuízos financeiros milionários. A atitude da emissora dos Marinhos em defender a exposição de crianças a nudez em museus precipitou uma verdadeira onda de indignação popular através das redes sociais.

Tudo começou no último domingo (8), quando o programa Fantástico exibiu uma reportagem defendendo a mostra “Queermuseu”, em Porto Alegre e a performance com nu no MAM, em São Paulo. Nos dois casos, houve interpretações de que crianças forma expostas à nudez de forma desnecessária e a cenas com estímulo a sexualidade precoce.

A Associação Médica Brasileira manifestou sua desaprovação em relação ao ocorrido no MAM:

"Não consideramos a performance adequada, pois expõe nudez de um adulto frente a crianças, cuja intimidade com o corpo humano adulto, de um estranho, pode não ser suficiente para absorver de forma positiva ou neutra essa experiência. Situações de nudez, contato físico e intimidade com o corpo são próprias do desenvolvimento humano, desde que ocorram entre pessoas com perfis equivalentes, quanto à idade, maturidade e cultura".

Apesar da clareza dos fatos, a emissora insistiu em contrariar aspectos do Estatuto da Criança e do Adolescente e também do senso comum, no qual 99% da população julga ser inadequado expor crianças a situações desta natureza. Ao tentar confundir a cabeça do público insistindo na tecla da 'liberdade de expressão' e se omitindo sobre a exposição de crianças a situações controversas, a emissora acabou provocando a ira de milhões de brasileiros indignados. Pior. Em sua linha editorial, a Globo tenta classificar estes mesmos cidadãos indignados como ultraconservadores radicais pregadores do ódio.

Não se trata de uma linha tênue envolvendo o debate em torno de arte e liberdade de expressão. Ninguém protestou contra estes princípios, mas sim contra a exposição de crianças a situações inapropriadas. Uma questão clara e simples de entender. Ao se posicionar contra os valores da sociedade e da família tentando impor uma pauta anarquista, a Globo e seus empregados perderam credibilidade, audiência e ainda vão perder muito dinheiro como consequência de sua forma obtusa em lidar com o tema. Mesmo nos momentos em que a emissora tentou contemporizar com a opinião pública, os comentários maldosos e dissimulados acabaram colocando por terra qualquer expectativa de boa intenção da emissora em lidar com o problema.

É claro que a maioria das pessoas vai continuar assistindo a Globo e consumindo os produtos anunciados pela emissora. Mas há sim uma parcela significativa da sociedade, sobretudo entre formadores de opinião mais conservadores, que não está disposta a dar o caso por encerrado. A imagem da emissora da vinha sofrendo desgastes com os empréstimos bilionários e o perdão de multas milionárias durante os governos de Lula e Dilma. Ao se alinhar nitidamente com setores da esquerda corrupta que assaltou o Brasil ao longo da última década e meia, a Globo corteja com o autoritarismo e a imposição de valores típicos daqueles que está defendendo agora. São fatos que vão marcar a imagem da empresa durante muitos anos. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget