\imprensa Viva
.

Explicado medo de Lula de Sérgio Moro. Ministros do STF também têm medo de mandar soltar quem o juiz manda prender



O ex-presidente Lula acaba de ser derrotado em sua centésima tentativa de se livrar da mãos, e da caneta, do juiz Sérgio Moro. O petista voltou a questionar a parcialidade do magistrado responsável pelos processos da Lava Jato na Primeira Instância em Curitiba. Já se perdeu a conta de quantas ações Lula tentou questionar a investidura e a competência de Moro para julgar seus processos. Apesar das sucessivas derrotas, o petista não se cansa e torra milhões com advogados na esperança de que uma de suas ações vá parar nas mãos certas no STF ou em outros tribunais competentes.

Considerando que os elementos probatórios constantes nos processos que pesam contra o ex-presidente são os mesmos, independente do juiz responsável pelo processamento das ações penais, em qualquer caso, as chances de Lula ser condenado por um ou outro juiz são praticamente as mesmas. Surge então um questionamento intrigante: porque Lula tem tanto medo de Sérgio Moro?

A resposta pode ser ainda mais intrigante. Desde o início da Operação Lava Jato, praticamente todos os ministros do Supremo Tribunal Federal já repercutiram os argumentos dos representantes da esquerda e dos advogados dos corruptos presos preventivamente pelo juiz Sérgio Moro. Não foi em apenas uma ou duas oportunidades que ministros da corte reverberaram argumentos ecoados pelos atingidos pela determinação do magistrado em manter encarcerada gente poderosa como Marcelo Odebrecht, João Vaccari Neto e Antonio Palocci.

Ministros como Edson Fachin, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes já mandaram soltar criminosos presos por praticamente todos os juízes que julgaram casos da Lava Jato. Menos os presos de Moro. Neste caso, limitam-se apensa a reclamar das prisões longas preventivas impostas pelo magistrado.

Apesar de todo mi mi mi, praticamente nenhum ministrou do Supremo ousou atropelar decisões firmes de Sérgio Moro quanto a manutenção da prisão de criminosos contumazes. Dois fatores podem explicar este receio dos ministro sobre a tentação de mandar soltar os presos de Moro. Um deles é o forte respaldo popular que o juiz têm junto à opinião pública. Mais de 90% da população apoia a Lava Jato e confia no juiz Sérgio Moro. O mesmo não se pode dizer do STF ou de seus ministros, cuja reputação e credibilidade se assemelha em muitos casos às de criminosos.

O outro aspecto é mais imponderável. Moro teve acesso a depoimentos sigilosos de criminosos poderosos que tinham trânsito, influência e ascendência sobre os governos petistas de Lula e Dilma, além de acesso a ministros do STF. De forma direta ou indireta, muitos dos criminosos presos por Moro mantiveram algum tipo de relação como ministros da Corte ou com pessoas próximas. Isto significa que mexer com Moro pode ser perigoso não apenas para criminosos como Lula, José Dirceu e outros alvos da Lava Jato. Diante destes fatos, é perfeitamente compreender o medo, o pavor e o desespero do ex-presidente Lula e de outros corruptos que tentam de todas as formas escorregar das mãos do juiz federal mais respeitado do Brasil. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget