\imprensa Viva
.

Ex-procuradora-geral da Venezuela é acusada de blindar Odebrecht em troca de propinas milionárias



A ex-procuradora-geral Luisa Ortega Díaz, que encontra-se em refúgio na Colômbia, é apontada como comandante de uma verdadeira máfia PGR da Venezuela. Segundo investigações sobre o escândalo Odebrecht, informações foram "detidas e encobertas" de forma criminosa pela ex-procuradora.

"Quando ela deixou o cargo, descobrimos que havia na Procuradoria uma máfia da extorsão. Empresas e funcionários que deveriam estar sendo investigados ou presos pagaram milhões e milhões de dólares em contas em paraísos fiscais para que seus crimes fossem encobertos pela procuradora", disse atual prefeito de Caracas, Jorge Rodríguez  em entrevista à Folha.

"Descobrimos que ela fez o possível para deter e manipular essa investigação. Desde que ela deixou o cargo, em agosto, o novo procurador-geral, Tarek William Saab, tem feito avanços muito rápidos e profundos. Caia quem caia, será a Procuradoria quem indicará a responsabilidade de cada um", afirmou.

Como noa Venezuela de Maduro não há flor que se cheire, convém colocar as barbas de molho.

Com informações da Folha.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget