\imprensa Viva
.

Em gravação, Lula admite que praticou estelionato eleitoral e que Temer ajudou a tirar Brasil da crise outras vezes



Durante a entrevista ao jornal espanhol El Mundo em que confessou o estelionato eleitoral praticado pelo PT na eleição de 2014, o ex-presidente Lula reconheceu que o presidente Michel Temer já ajudou a livrar o país de uma grave crise econômica em outras oportunidades.

Na gravação abaixo, Lula tenta evitar mencionar que ele e Dilma foram os responsáveis pelo maior estelionato eleitoral da históra, referindo-se a ele e a a petista como "O governo". O petista reconhece que os apoiadores do PT naquela eleição se sentiram traídos porque não era aquilo que "agente tinha prometido durante a campanha" e afirma que "essa gente ficou muito zangada".

Lula reconhece sua participação no estelionato eleitoral ao afirmar que 'durante a campanha, a gente não tinha dito que ia fazer a reforma" e quando colocaram em prática o estelionato eleitoral propriamente dito, reconhece que jogaram fora boa parte se dos simpatizantes do PT com o gesto de traição.

Logo em seguida, Lula lembra de dois momentos "históricos" em que o Brasil enfrentou uma grave crise econômica onde o país pode contar com a ajuda de um mesmo personagem: o presidente Michel Temer.

"Se você pegar dois momentos históricos, pra você comparar, você vai ver que em 99, o Fernando Henrique Cardoso estava na mesma situação da Dilma em 2015. A crise cambial fez com que o Brasil quebrasse três vezes e levou o Fernando Henrique Cardoso a um patamar de 8% de aprovação da opinião pública. O mesmo que a Dilma tinha. Qual era o diferencial? O diferencial era que o Temer era o presidente da Câmara. Ele não queria atrapalhar o Fernando Henrique Cardoso. Ele colocou em votação as reformas que o Fernando Henrique Cardoso queria".

Logo a seguir, Lula afirma que Dilma não pode contar com o mesmo espírito patriótico do ex-deputado Eduardo Cunha, que não colaborou com as reformas propostas por Dilma.  Em seguida, Lula volta a destacar o papel decisivo de Temer durante a crise de 99:

"Então, este é um ingrediente que muitas vezes não aparece na discussão, mas é a agilidade de você resolver a crise de um lado, com um presidente da Câmara trabalhando para resolver logo e do outro lado, um presidente trabalhando para não resolver"

Acompanhe a gravação divulgada pelo Jornal Folha de São Paulo no vídeo abaixo:

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget