\imprensa Viva
.

Como se não bastasse dizer que todo mundo é ladrão sem prender ninguém, judiciário ainda solta corruptos presos



O Brasil virou mesmo a terra da enganação. Enquanto o juiz Sérgio Moro e uns poucos juízes se dedicam com afinco a combater a impunidade, outros setores do judiciário passaram a atuar de forma eminentemente política. O objetivo é bastante claro: tirar o foco da esquerda corrupta que comandou o país e generalizar a sensação de impunidade e o repúdio à classe política.

O resultado desta campanha imoral é que a impressão que se tem é a de que no Brasil todo mundo é ladrão, mas ninguém vai preso. Denúncias frágeis, incapazes de prosperaram nos tribunais, e até forjadas, passaram a fazer parte da cartilha de setores do judiciário, do MPF e até mesmo na parte aparelhada da Polícia Federal.

Por mais duro que seja encarar a realidade, o fato é que praticamente todos os acusados de crimes estão soltos, exercendo seus mandatos, enquanto outros políticos que efetivamente praticaram crimes comprovados estão soltos e até mesmo fazendo campanha.

Toda esta confusão criada na cabeça da população no ano que antecede as eleições de 2018 levanta uma série de suspeitas. Ao que tudo indica, os palanques serão tomados por acusações e xingamentos de ladrão de todos os lados. Será uma vergonha para o povo ver os mesmos criminosos disputando o poder e acusando seus principais cúmplices de décadas de corrupção. Os velhos bandidos ocuparão o cenário político com acusações e pretendem levar seus aliados para a disputa. Nada de debates em torno dos desafios do país. Nenhuma esperança. E como se não bastasse dizer que todo mundo é ladrão sem prender ninguém, o judiciário ainda solta corruptos como Eike Batista, Anthony Garotinho e a máfia do transporte público do Rio. Estão soltos para financiar as campanhas de outros ladrões. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget