linkaki

Marcelo Miller é o homem que pode revelar ao Brasil uma das tramas mais vergonhosas da história da República



A prisão do ex-procurador Marcello Miller pode significar a elucidação de uma das mais vergonhosas conspirações da história da República. O ex-braço direito do procurador-geral Rodrigo Janot teve o pedido de prisão decretado pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin, no final da noite deste sábado (9). Além da prisão preventiva de Miller, Fachin acolheu ainda o pedido de prisão do empresário Joesley Batista e do diretor do Grupo JBS, Ricardo Saud.

Marcelo Miller colaborou com Ricardo Saud da montagem dos anexos da delação da JBS enquanto ainda atuava como procurador da República. Caberá a Miller esclarecer uma série de eventos relacionados ao controverso acordo que coroou criminosos contumazes com benefícios como perdão eterno por crimes do passado e multas ínfimas.

Além de ter atuado como infiltrado no Ministério Público Federal em benefício de Joesley Batista e seus comparsas, Miller pode esclarecer se houve conivência do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de quem foi auxiliar direto por mais de três anos na PGR.

O ex-procurador poderá ainda esclarecer o seu papel no planejamento da ação que culminou na gravação feita pelo empresário Joesley Batista com o presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu. Poderá confirmar se o episódio contou com a conivência de Janot.

Outro fato a ser esclarecido diz respeito ao ex-assessor do presidente Temer, Rodrigo Rocha Loures, mais conhecido como o homem da mala. Miller poder esclarecer que tipo de convencimento foi usado para forjar a cinematográfica ação controlada que registrou a cena inesquecível de Rocha Loures correndo pelas ruas de São Paulo arrastando uma mala contendo R$ 500 mil.

Se era uma ação controlada, por qual motivo não deixaram que o dinheiro chegasse ao seu suposto destino? Por que removeram o chip de rastreamento da mala? Como Ricardo Saud conseguiu convencer Rocha Loures e forjou o flagrante para incriminar o presidente?

O ex-braço direito de Janot poderá esclarecer uma série de dúvidas que ainda pairam no ar sobre uma das mais vergonhosas conspirações da história da República. 

Informe seu Email para receber notícias :