linkaki

Lula já não podia comparecer a eventos públicos. Agora, o petista também corre o risco de ser hostilizado por militantes do PT



O ex-presidente Lula é o único dos supostos pré-candidatos à Presidência em 2018 que não pode comparecer a eventos públicos como feiras, exposições e festas populares. As medidas de segurança em torno do petista foram redobradas após a delação do ex-ministro Antonio Palocci. Dirigentes do PT também estão mais cautelosos quanto a convocar militantes e integrantes de movimentos sociais para blindar o petista em atos controlados pelo partido.

A seleção dos figurantes está mais rigorosa, pois já há entre os militantes do PT grupos dispostos a hostilizar o ex-presidente. A informação sigilosa não tem relação com a delação do ex-ministro Antonio Palocci, mas com tendência de uma ala do partido que defende que o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, seja o candidato da legenda em 2018. O próprio Haddad já andou dando umas espetadas em Lula quando revelou seu encontro com o dono da Globo no Instituto Lula e sobre o fato do petista monopolizar o partido, tratando o PT como uma propriedade de uso exclusivo.

O cenário para o petista está cada vez mais complicado. Enquanto Lula precisa se cercar de cuidados sobre onde pisa, os demais pré-candidatos à Presidência em 2018 disputam a atenção dos eleitores em todas as partes do Brasil. Agora com o risco de ser hostilizado até mesmo por militantes do PT e perto de ter seu recurso julgado no TRF-4, Lula confirmou a interlocutores que não se sente nada 'confortável' com os últimos acontecimentos. 

Informe seu Email para receber notícias :