\imprensa Viva
.

Lula e Dilma cometeram praticamente um crime por dia ao longo de mais de 13 anos e estão livres até hoje



Atenção! Esta é outra versão do artigo publicado anteriormente.

Agora é tarde para disfarçar. A crise política que tem causado bilhões em prejuízos para os brasileiros tinha que servir ao menos para alguma coisa. Independente das denúncias contra o presidente Michel Temer, todas elas extremamente artificiais, diga-se de passagem, seu esforço para recolocar o país nos trilhos após a maior e mais longa recessão da história é notável.

Neste momento, é perfeitamente possível identificar aqueles que abandonaram completamente o senso crítico, a imparcialidade e a torcida pela recuperação da economia para revelar seus ranços primordiais esquedóides.

É claro que o coro dos jornalistas empedernidos e histéricos acaba contagiando o público médio, que ainda se permite manipular pela falsa cruzada contra a corrupção que se vê atualmente na PGR, na TV e nas redes sociais. O histerismo e as insinuações maldosas à la Janot prosperam, sobretudo entre aqueles que pegaram carona na Lava Jato para ganhar alguma reputação. Usam o nome de Sérgio Moro e criticam Lula e o PT apenas pelo fato destes dois personagens simbolizarem exemplos insofismáveis sobre os anseios do povo no que diz respeito ao bem e o mal. Ao mesmo tempo, se dedicam com afinco a fornecer munição para que a esquerda sobreviva ao debate político, após comandar o maior assalto aos cofres públicos de toda a história.

É justamente entre esta clara linha da preferência popular que setores da imprensa tentam se equilibrar, enquanto tenta manipular a opinião pública com suas pautas mirabolantes. É só a coisa ficar muito descarada, e correm para elogiar Moro e malhar Lula. Pronto. Acreditam que fizeram as pazes com seus públicos. Depois, prosseguem com uma incerta aqui, uma insinuação ali e vão sentindo como as pessoas reagem. Não é por acaso que moderam comentários. São justamente os mais perigosos, pois não possuem sequer a dignidade dos jornalistas assumidamente defensores da esquerda.

O problema é que essa gente jamais voltará a ser acreditada por pessoas razoáveis que percebem o quanto mergulharam de corpo e alma na aventura para desestabilizar o país em meio a um processo tão delicado quanto o da transição política.

Alguns devem se perguntar qual o sentido de tanta insanidade. Porque concentrar tantos esforços para destruir alguém que está cumprindo com relativa excelência a missão de cuidar da transição democrática do país? A eleição é logo ali, em 2018. Por que tanto alvoroço para derrubar o presidente agora? Por que tanto ódio de Temer? Será que é porque ele enxotou o PT do poder, após quase uma década e meia de corrupção e benesses com os meios de comunicação? Ou porque ele destruiu as fontes que financiavam sindicatos, movimentos sociais, artistas e toda sorte de vagabundo que vivia às custas do dinheiro do contribuinte?

A resposta é bem simples. Ninguém está preocupado com o que pode acontecer ao país até 2018. Quanto pior, melhor para essa gente que não consegue esconder seu descontentamento com a redução da inflação, da queda dos juros e da retomada na geração de empregos. Estão todos si lixando para o trabalhador, para o chefe de família, para o pequeno empreendedor. Querem é ver o circo pegar fogo apenas para garantir a eleição de um presidente conivente com eles todos, como foram Lula, Dilma e FHC. Alguém do esquemão. Todo emprenho em destruir a economia do país, alimentando uma crise após a outra, tem o único propósito de garantir a ascensão de um candidato compromissado com o resgate da conivência do Estado que prevaleceu no passado. Que garanta a continuidade por décadas de tudo daquilo que foi interrompido com a expulsão do PT do poder.

Visto por este ângulo, Temer foi o maior carrasco do PT e da esquerda brasileira de toda a história. Sozinho, conseguiu acabar com a mamata de mais de 2 milhões de soldados da esquerda financiados com o dinheiro do contribuinte, como os ocupantes de cargos comissionados, sindicalistas, artistas, beneficiários fraudadores dos programas sociais e militantes remunerados com dinheiro público. Não foi por acaso que o PT elegeu apenas um prefeito de capital nas últimas eleições, em Rio Branco, no Acre. Não foi por acaso que o PT caiu de 72 para apenas 7 prefeituras em São Paulo, todas irrelevantes. No país, o PT perdeu a influência direta sobre 96 milhões de eleitores, ficando com apenas 19 milhões após a eleição municipal de 2016. O partido perdeu ainda 84% de suas receitas com a demissão de milhares de funcionários em várias prefeituras. Somente em São Paulo e São Bernardo foram mais de cinco mil petistas extirpados da administração municipal. Isto significa que Temer impôs uma anemia profunda ao partido, que também perdeu 90% de seu poder de mobilização nacional. Não vai ser por acaso que o PT não conseguirá renovar nem 20% de sua bancada no Congresso nas próximas eleições.

Temer ainda deverá responder na Justiça por aquilo que o acusam. Mas por enquanto, ninguém na história do país pode lhe tirar o mérito de ter escorraçado o PT da máquina pública de forma tão impiedosa. Se por um lado, Sérgio Moro e a Lava Jato deram o pontapé inicial desmascarando a organização criminosa que se alojou na no poder, Temer terminou o serviço colocando todo mundo na rua da amargura. Por pior que seja e mesmo que muitos não reconheçam, Temer é o maior carrasco da esquerda e concretizou o sonho daqueles que passaram quase uma década e meia desejando um desfecho trágico para os criminosos arrogantes que roubavam o país e ainda zombavam do povo. A linha auxiliar da esquerda na imprensa odeia Temer.

Mas para quem sofreu nas mãos do PT e lutou para se ver livre dessa gente, não há como odiar Temer, justamente o cara que realizou o sonho de milhões de brasileiros. Este pode ter sido seu maior mérito: livrar o país de Dilma e Cia. Temer conseguiu ainda salvar a Petrobras e outras estatais e bancos públicos, banindo indicações políticas para diretorias e cargos estratégicos. Fechou as torneiras do BNDES para os tradicionais aliados do PT e ampliou o crédito para outros empresas médias. É pena que não tenha se livrados dos bolivarianos revoltados na PGR e no STF. As mesmas instituições aparelhadas que pouparam Lula e Dilma durante mais de uma década e meia se voltam agora justamente contra o maior algos do PT.

A julgar pelas suspeitas que pairam sobre os três poderes, a tendência é a de que ao menos o mais forte sobreviva. É fato que Temer não conseguirá se safar da Justiça, caso fique comprovado que cometeu algum crime. Tentar derrubá-lo com base em denúncias feitas justamente por aliados do PT sem a apresentação de qualquer prova, sem a conclusão das investigações sobre o papel da PGR e da JBS na trama não parece prematuro. É conspiração mesmo. Usar cúmplices da roubalheira de Lula e Dilma, como Joesley Batista e Lúcio Funaro é algo no mínimo incongruente. Joesley sofreu represálias de Temer que custaram mais de R$ 3 bilhões ao seu grupo empresarial. Lúcio Funaro é um dos presos mais desqualificados pela Polícia Federal, que o descreveu como um criminoso contumaz, frio e disposto a qualquer mentira para conseguir um acordo de delação.

E não adianta insistir em compará-lo a Lula e Dilma,que cometeram praticamente um crime por dia ao longo de mais de 13 anos e até hoje estão livres. Pelo menos esta é a sensação que se tem com as informações divulgadas pelo Ministério Público Federal durante o último ano do governo Dilma. Organização das Nações Unidas (ONU) também apontou que o Brasil perdeu cerca de R$ 200 bilhões com esquemas de corrupção por ano, com base no que afirmou o procurador federal Paulo Roberto Galvão, que faz parte da Operação Lava Jato. "Somente no caso da Petrobras, os desvios de recursos de forma ilegal envolvem entre R$ 30 bilhões e R$ 40 bilhões, o que consta inclusive de um estudo da Polícia Federal", destacou o procurador.

Segundo dados do TSE, o patrimônio de Temer é rigorosamente compatível com seus mais de cinquenta anos de atividade como renomado advogado, escritor renomado na área de direito constitucional com mais de 400 mil leitores no mundo acadêmico, secretário de governo e parlamentar. Ao contrário de Lula, Temer nunca ganhou nem um Fiat Uno de empresários, embora faça parte de um partido essencialmente corrupto, sobretudo os políticos que fizeram parte da base aliada dos governos petistas, como Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, que se locupletaram da Petrobras e Caixa durante os governos de Lula e Dilma.

Embora ninguém morra de amores pelo atual presidente ou seu partido, estes são os fatos.

Há muita má fé em querer compará-lo a Lula e Dilma ou tentar atribuir-lhe o papel de chefe de organização criminosa. Temer assumiu o governo em meio ao estado de putrefação da corrupção petista, que alcançou praticamente todos no Congresso. Qualquer presidente que assumisse em seu lugar teria que compor o governo com as lideranças políticas de então, caso ambicionasse aprovar alguma reforma para tirar o país do atoleiro em que o Brasil se encontrava. Em termos de políticos de reputação ilibada, Temer não tinha nem tem muitas opções hoje. Seguindo esta lógica, qualquer um que entrasse no lugar de Dilma poderia ser apontado como seu sucessor na organização criminosa representada pelo conjunto da classe política como um todo.

Enquanto nada for comprovado contra Temer, o que não é impossível, ele continuará sendo merecedor da admiração daqueles que passaram mais de treze anos sonhando em se ver livre da corja do PT. Até o momento, ao que consta, ele consegui tirar o país do caos deixado pelos assaltantes petistas, aprovou reformas que serão fundamentais para futuros governos e ainda peitou grupos de comunicação que sempre mandaram e desmandaram no país. Mesmo que a Justiça consiga comprovar que tenha cometido algum ilícito, ninguém jamais irá tirar de Temer o título de algoz do PT e de um plano de poder de mais de 50 anos. Temer salvou a nação do projeto bolivariano.

Embora aqueles que produzem e que querem trabalhar ainda vão sofrer muito com as consequências deste jogo sujo da imprensa nos próximos meses, esta crise ao menos serviu para revelar a verdadeira face dos inimigos do Brasil.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget