\imprensa Viva
.

Flechada de Janot pode cair em seu pé. Fachin não vai encaminhar denúncia à Câmara



Embora a flechada derradeira do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer já tenha sido lançada, existe a possibilidade que ela caia bem perto do pé do procurador.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Edosn Fachin, deve ter ficado encabulado com o recado da presidente do Corte, Ministra Cármen Lúcia, na ocasião em que suspendeu o julgamento da ação movida pela defesa de Temer, que havia pedido preventivamente a suspensão da denúncia. Na ocasião, antes de suspender o julgamento, a presidente do Supremo afirmou que "as pessoas vão, as instituições ficam", numa clara alusão ao término do mandato de Janot no comando da PGR no dia 17 de setembro.

Diante de um recado tão claro, Fachin preferiu não encaminhar a denúncia de Rodrigo Janot contra Michel Temer à Câmara a denúncia de forma tão imediata. As incertezas sobre o rumo da situação após a prisão dos irmãos Batista e a suspensão do acordo de delação da JBS também pesaram na decisão de Fachin.  Segundo informou o site O Antagonista, "O ministro resolveu esperar a conclusão do julgamento sobre o pedido preventivo da defesa de Temer para a suspensão da denúncia – julgamento que será retomado no dia 20 de setembro".

O receio de que a nova procuradora-geral Raquel Dodge possa causar algum estrado ainda maior na trama envolvendo Janot e Joesley pode ser apenas mais um elemento decisivo da reticência de Fachin. Vai ficar complicado enviar uma denúncia à Câmara, caso Janot seja denunciado ou se torne alvo de um pedido de prisão por parte da nova PGR.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget