\imprensa Viva
.

Deu no New York Times: Lula e Dilma são os reis da corrupção no Brasil e comandaram organização criminosa



O jornal americano The New York Times deu destaque esta semana à denúncia feita pela Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal contra os ex-presidentes Lula e Dilma, que governaram o Brasil por quase uma década e meia. O jornal destaca que "Lula e Dilma Rousseff; e várias outras figuras seniores do Partido dos Trabalhadores com uma "organização criminosa" que arrecadou centenas de milhões de subornos durante os quase 14 anos do partido".

Segundo o jornal, esta é a primeira vez que Dilma é acusada formalmente de participar dos esquemas de corrupção na esfera da organização criminosa encabeçada por seu partido, após ter sido afastada do cargo no ano passado por violar as regras orçamentárias.

O jornal lembra que os dois líderes da organização criminosa participara de uma viagem de campanha de 25 cidades através do nordeste, durante as quais Lula tentou minimizar os escândalos de corrupção em que ele e a ex-presidente Dilma foram acusados.

Segundo "a denúncia enviada à Suprema Corte brasileira, os governos do Sr. da Silva e da Sra. Rousseff como frentes essencialmente para uma empresa criminosa através da qual altos políticos colecionaram cerca de US $ 450 milhões de entidades que incluíam a companhia de petróleo estatal Petrobras e o Banco Nacional de Desenvolvimento Nacional. Além de sua convicção, o Sr. da Silva foi acusado em vários outros casos em que ele é apontado por aceitar subornos de somas relativamente modestas"

As acusações contra a Sra. Rousseff, que se vendeu ao povo brasileiro como uma política honesta que foi derrubado por uma cabala de rivais corruptos, é um desdobramento surpreendente na série de revelações que surgiram a partir de uma investigação de rotina de lavagem de dinheiro em um posto de gasolina em Brasília , Capital do Brasil, em 2014, que deu origem à Operação Lava Jato.

"Isso é muito significativo", disse Matthew M. Taylor, professor da American University em Washington, que estuda o sistema de justiça do Brasil. "Dilma estava argumentando que ela era pessoalmente honesta".

O Sr. da Silva figura na denúncia como o engenheiro do esquema criminoso, inicialmente como presidente e depois como resultado da "forte influência que exerceu sobre" a Sra. Rousseff. Na denúncia contra os dois ex-presidentes do Brasil, muitos dos principais atores do esquema de suborno foram apoiados ou nomeados pela Sra. Rousseff.

"Dilma Rousseff integrou a atual organização criminosa desde 2003, quando aceitou" o convite do Sr. Silva para dirigir o Ministério de Minas e Energia, escreveu ele. "A partir daí, ela contribuiu de forma decisiva para que os interesses privados negociados em troca de subornos pudessem ser cumpridos, especialmente em relação à Petrobras, onde foi presidente do conselho entre 2003 e 2010."

Na denúncia da Procuradoria Geral, consta que Sr. da Silva e a Sra. Rousseff espalharam dinheiro do contribuinte convidando líderes de outros partidos políticos para participarem do esquema.

"Os críticos disseram há muito tempo que, dado seu papel proeminente no conselho da Petrobras, e como chefe do M.M.E., Dilma era cúmplice ou incompetente", disse Taylor. "Janot claramente pensa o primeiro"

Denunciada como integrante da mesma organização criminosa comandada pelo SR. da Silva,  a senadora Gleisi Hoffmann, que assumiu o comando do Partido dos Trabalhadores em junho, goza da mesma proteção legal, que os críticos dizem ter contribuído para uma cultura de impunidade entre os políticos brasileiros"

Com informações do jornal americano The New York Times
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget