\imprensa Viva
.

Desesperado, Joesley Batista deve pressionar Lula e Dilma para evitar prisão



A situação do empresario Joesley Batista perante a Justiça se agravou profundamente apos a divulgação da gravação em que o empresário conversa sobre crimes gravíssimos com Ricardo Saud, executivo da empresa. No áudio, os dois comprometem o procurador-geral da República e tratam ministros do Supremo Tribunal Federal como corruptos compráveis e cita os nomes da presidente do STF, Cármen Lúcia, e dos ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes. Joesley se meteu em sérios apuros desta vez e deve perder a cobertura do ministro Edson Fachin na Corte.

O fato é que escândalo do auto grampo comprometeu o acordo de delação da JBS e agora os executivos do grupo podem perder todos os benefícios obtidos de forma criminosa. Como também comprometeu o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Joesley não tem muito a quem recorrer no momento.  Diante do risco de ser preso, o empresário Joesley Batista deve pedir socorro para outras autoridades que tenham rabo preso com os esquemas de corrupção mantidos pelo grupo ao longo da última década.

Neste cenário, os ex-presidentes Lula e Dilma figuram como principais cúmplices de Joesley nos crimes relacionados a desvios dos cofres públicos, sobretudo através de empréstimos irregulares obtidos junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

Diante da possibilidade concreta de perder os benefícios que o livraram de penas que podem chegar a 400 anos de prisão, o açougueiro da Friboi não tem outra alternativa, a não ser recorrer a autoridades capazes de influenciar decisões favoráveis e que lhe devam favores inconfessáveis.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget