\imprensa Viva
.

Criminosos da JBS não desistem e tentam espionar nova procuradora-geral, Raquel Dodge



Ao que tudo indica, o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot e os criminosos da JBS continuam atuando para infiltrar espiões na Procuradoria-Geral da República. A folha flagrou um encontro entre a advogada Fernanda Tórtima, que atuou na negociação da delação premiada da JBS. e Sidney Pessoa Madruga, procurador da equipe da procuradora-geral, Raquel Dodge

A advogada Fernanda Tórtima, que atuou na negociação da delação premiada da JBS, é a mulher que recebeu informações de um procurador da equipe de  Sidney Pessoa Madruga, procuradora-geral, Raquel Dodge. O encontro ocorreu no restaurante Taypá, em Brasília. e foi presenciado pela reportagem da Folha, que estava na mesa ao lado.

Madruga foi nomeado pela nova procuradora para o posto de coordenador de um grupo de trabalho na PGR e pediu exoneração do cargo logo após a publicação da reportagem. A exemplo do encontro entre o ex-procurador-geral Rodrigo Janot com o advogado de Joesley Batista em um boteco em Brasília, o encontro entre uma interlocutora da JBS e um integrante da PGR é mais um fato preocupante e indica que os açougueiros criminosos continuam atuando de forma sorrateira, corrompendo agentes públicos para obter informações privilegiadas sobre o curso da investigação interna na própria PGR sobre os crimes cometidos nos bastidores do acordo criminoso de Janot Com Joesley.

A Polícia Federal já tece acesso a mensagens do Whatsapp, nas quais a advogada Fernanda Tórtima tratava de detalhes sobre o acordo de delação com o então braço direito de Janot, Marcelo Miller.

Confira a reportagem completa na Folha

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget