\imprensa Viva
.

Brasil cria 750 mil empregos, reduz inflação, mas a Globo continua atuando como o PT na oposição sistemática ao país



Os acertos do governo estão sendo diligentemente minimizados pela Rede Globo, seus satélites e os órfãos da corrupção das administrações petistas. Além dos avanços obtidos pela sociedade com a queda da inflação e dos juros, algo que favorece as camadas de menor renda, o Brasil  gerou 750 mil empregos com carteira assinada nos últimos três meses, o que representa uma grande vitória diante do altíssimo número de desempregados deixados pelo governo Dilma.

No primeiro aniversário do impeachment, todos os indicadores econômicos são positivos, algo considerado impossível até mesmo para a equipe econômica do atual governo, que assumiu o comando do país em meio à maior recessão da história.

Apesar dos percalços e da torcida contrária da Globo e dos representantes da oposição, Temer tem sido persistente em sua obsessão pela recuperação da economia.  O mercado reage positivamente e a bolsa apresenta níveis recordes de negociações. Não há como esconder notícias tão positivas como a alta do consumo no mercado interno, a expansão do comércio exterior, os recordes de produção do setor agropecuário e a recuperação gradual e firme de importantes setores da indústria. Absolutamente todos os indicadores econômicos são positivos e contrários à tendências previstas no início do ano. A mais extraordinária é a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), que pode chegar a 3% já no próximo ano, quando as previsões apontavam para o mesmo número, porém negativo.

Economistas são unânimes em afirmar que a recessão ficou para trás e que o risco de retrocesso nos indicadores econômicos estão todos afastados. Apesar de toda a vibração negativa da Globo, que tenta de todas as formas sabotar o governo e prejudicar a recuperação da economia, o Brasil tem avançado e se afastado cada vez mais da beira do abismo em que se encontrava há poucos meses.

A postura indelével do Governo na recuperação da economia e os resultados obtidos até o momento são estimulantes e contribuem para a confiança de empresários e consumidores na evolução da atividade econômica e na criação de novas vagas no mercado de trabalho.

O consumo das famílias cresceu 1,4% no último trimestre, que representa exatamente o dobro do trimestre anterior, que foi de de 0,7%, comparado ao período abril-junho de 2016. Segundo artigo publicado no Estadão, a expansão do consumo "tem funcionado como principal motor. Com inflação em queda, o orçamento familiar tem sido menos erodido que nos anos anteriores. A evolução mais favorável dos preços tem facilitado o retorno às compras. Além disso, a liberação das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deu um fôlego extra aos consumidores, embora parte do dinheiro tenha sido usada para a liquidação de dívidas.

O desemprego muito alto continua sendo um entrave à normalização dos gastos, mas também na criação de vagas tem havido alguma recuperação. No trimestre móvel encerrado em julho a desocupação ficou em 12,8%. Estava em 13,6% nos três meses terminados em abril. Com isso, os desempregados diminuíram 5,1%, de 14 milhões para 13,3 milhões, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, realizada pelo IBGE", aponta o editorial sobre a recuperação da economia publicado no Estadão neste sábado. Foram criados mais de 750 mil empregos com carteira assinada.

E as contratações continuam avançando. O aumento das vendas no setor automotivo e no comércio está influenciado não apenas na recuperação dos postos de trabalho vaporizados nos dois últimos anos, como também criando novas vagas. Lojas e supermercados estão reabrindo filiais fechadas e abrindo novas unidades em todo o país.

Apesar dos êxitos no comando do país, os desafios de Temer hoje são bem maiores do que os observados logo que assumiu a Presidência. Todos no país estavam realmente desesperados com a grave recessão, o alto número de falências e demissões. Agora que o país começa a sair da crise, os inimigos ocultos jogaram suas máscaras fora e passaram a atuar de forma sistemática para desmerecer o esforço e competência com que Temer conseguiu tirar o país do atoleiro.  Além de minimizar os méritos do atual governo, a Globo atua de forma predadora e claramente raivosa com o objetivo de comprometer a recuperação do emprego e da economia. Após ter fracassado em sua tentativa de derrubar o presidente Temer, a maior preocupação da emissora no momento está relacionada ao poder que o atual presidente terá para influenciar sua sucessão em 2018.


_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget