\imprensa Viva
.

Ameaça de Dilma vira piada. A petista, que já foi presa por terrorismo, ameaçou voltar ao poder. Agora, pode ser presa



Poucos dias antes de ser denunciada criminalmente duas vezes no Supremo Tribunal Federal e de ter sua aura de pessoa honesta totalmente dissipada pelo depoimento de seu ex-ministro Antonio Palocci ao juiz Sérgio Moro, a ex-presidente Dilma Rousseff fez a seguinte publicação em sua rede social: "Nós voltaremos!"

Esta foi a forma que a petista encontrou para comemorar o primeiro ano de aniversário do processo de impeachment que acabou com um reinado de mais de 13 anos de PT no poder. A 'ameaça' de Dilma publicada em sua página no dia 30 de agosto foi noticiada com estardalhaço pelos blogs e jornalistas de aluguel que se tornaram órfãos das verbas da SECOM e pelos artistas órfãos das mamatas da Lei Rouanet.

Mas o entusiasmo esquálido da petista e de seus defensores durou pouco. Muito pouco mesmo. Menos de uma semana depois da bravata, Dilma foi denunciada criminalmente duas vezes ao STF como integrante do "Quadrilhão" que assaltou a Petrobras e pelo crime de obstrução de Justiça, em uma tentativa frustrada de obstruir a Lava Jato com a nomeação de membros do STJ que foram incumbidos por ela para dar um jeito de livrar o empreiteiro Marcelo Odebrecht da cadeia.

Na esteira das denúncias criminais, Dilma também foi reduzida à uma criminosa vulgar, cúmplice de Lula nos esquemas criminosos com a Odebrecht. Durante seu depoimento ao juiz Sérgio Moro, o ex-ministro Antonio Palocci confirmou que Dilma mantinha reuniões frequentes com Marcelo Odebrecht para definir a partilha dos desvios oriundos de contratos superfaturados com a Petrobras e em outras obras do Governo Federal. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget