\imprensa Viva
.

Temer extingue 60 mil cargos públicos. O Brasil agradece o fim da farra com dinheiro do contribuinte



O governo federal anunciou o corte de 60 mil cargos públicos, além de uma série de outras medidas que vão conter os excessos dos gastos públicos impostos por outras administrações. O Ministro do Planejamento Dyogo de Oliveira anunciou na terça-feira (15) o adiamento de reajustes de salários para servidores públicos federais, redução de benefícios, como auxílio-moradia, e extinção de 60 mil cargos no Poder Executivo.

O pacote de contenção de despesas anunciado pelo governo pode significar a economia de mais R$ 14 bilhões do dinheiro do contribuinte.

Além do corte dos 60 mil cargos, o governo anunciou o aumento da alíquota previdenciária dos servidores públicos. A nova alíquota será progressiva, conforme o salário. Quanto mais a pessoa ganha, mais ela pagará ao regime próprio de Previdência dos servidores. A alíquota máxima de 14% valerá para os funcionários públicos que ganham acima do teto do INSS (R$ 5.531,31). A estimativa é obter R$ 1,9 bilhões com essa iniciativa.

A área econômica ainda prepara uma série de iniciativas para reduzir gastos com servidores, hoje a segunda maior despesa do Orçamento, atrás dos benefícios do INSS. As medidas terão impacto de aproximadamente R$ 6 bilhões no ano que vem e incluem o adiamento por 12 meses de reajustes que seriam concedidos a servidores do Executivo em janeiro de 2018. Só essa iniciativa deve trazer alívio de R$ 5,1 bilhões.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget