\imprensa Viva
.

Tá explicado desespero de José de Abreu com impeachment de Dilma. Minc cobra calote de R$ 300 mil na Lei Rouanet



Durante o andamento do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, vários atores, cantores e produtores culturais entraram um pânico diante da possibilidade de perder a boquinha da Lei Rouanet. O ator José de Abreu era um dos mais desesperados da turma e perdeu o controle em várias circunstâncias naquele período. Ao que tudo indica, o desespero de José de Abreu não era apenas por perder a boquinha, mas também diante da possibilidade de ter que explicar algumas falcatruas durante os governos petistas.

Esta semana, governo federal decidiu cobrar novas explicações do ator sobre o uso de dinheiro público na produção de uma peça teatral. Condenada em novembro passado a devolver aos cofres da União 300 000 reais que financiaram, via Lei Rouanet, a realização da peça “Fala, Zé”, Camila Paola Mosquella, ex-mulher do ator, terá que prestar contas ao Ministério da Cultura.

Mosquella e Abreu eram casados quando ela recebeu o dinheiro para a turnê do espetáculo, um monólogo que seria apresentado em vinte cidades brasileiras. A verba veio da Petrobras. Segundo a Veja, o MinC reabriu o caso após constatar uma série de fraudes na prestação de contas sobre os recursos captados pelo casal.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget