\imprensa Viva
.

Lula exige segurança redobrada em sua caravana. Petista deu bronca por ter sido chamado de ladrão diversas vezes



O ex-presidente Lula não está nada satisfeito com os gritos de ladrão que anda ouvindo por onde passa. Irritado com as falhas na segurança, o petista partiu para o esculacho e deu uma bronca enérgica nos organizadores de sua caravana pelo nordeste, após ter sido hostilizado em mais de dez oportunidades durante sua passagem pela Bahia.

Lula não quer mais saber de gritos de ladrão e exigiu que sua equipe de seguranças e auxiliares tomem as providências cabíveis, "seja o que for", exigiu o petista.

A partir de agora, o petista não irã mais se locomover a pé sem que seja totalmente cercado por militantes e simpatizantes. A ordem é criar uma massa de isolamento de pelo menos 100 pessoas em volta de Lula. Sobre os gritos e ofensas, a equipe reconhece que é uma tarefa praticamente impossível.

"Não há como agir preventivamente nestes casos", afirma um dos responsáveis pelos deslocamentos de Lula a pé, normalmente quando ele desce de veículos ou percorre pequenos trajetos em locais de difícil controle. O petista acaba se tornando vulnerável aos transeuntes, que muitas vezes não resistem e acabam gritando "fora ladrão", diz um membro da equipe do ex-presidente.

A caravana de Lula contempla visitas apenas a locais controlados pelos organizadores e com a presença de militantes de movimentos sociais e sindicais nas regiões a serem visitadas. Quando o petista é exposto a população de verdade, a situação muda de figura. "A tensão entre os seguranças aumenta a cada deslocamento. O objetivo da caravana é o de produzir belas imagens, mas também evitar que a imprensa registre situações desagradáveis", diz um dos organizadores da caravana.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget