\imprensa Viva
.

Juiz proíbe socialite caloteira de doar dinheiro a Lula até que ela pague suas dívidas na praça



A socialite Roberta Luchsinger, a herdeira de um ex-acionista do banco Credit Suisse que prometeu doar R$ 500 mil ao ex-presidente Lula, uma parte em dinheiro e outra parte em bugigangas,  acaba de passar por um enorme contradimento público: a Justiça de São Paulo determinou que Roberta pague o que deve a uma loja de decoração antes de pensar em doar dinheiro a alguém.


A ordem foi dada pelo juiz Felipe Albertini Nani Viaro, da 26º Vara Cível, que deferiu o pedido de uma loja de decoração para a execução imediata de uma dívida. O estabelecimento comercial cobra R$ 62 mil da socialite, que teriam ficado pendentes após a venda de móveis.

O magistrado diz que considerou as “declarações públicas” de Luchsinger e o plano dela de ajudar financeiramente Lula para chegar à decisão de exigir a quitação do débito. “Advirta-se, ainda, que deverá abster-se de qualquer ato de disposição graciosa dos bens até que pague a integralidade da dívida”, ressaltou.

De acordo com a sentença, Luchsinger tem ainda um prazo de dez dias para “indicar bens passíveis de penhora, sob pena de se considerar praticado ato atentatório à dignidade da Justiça, sujeito a multa no valor de até 20% do valor atualizado do débito em execução”.

A socialite, que ganhou as manchetes dos principais jornais do país após ao se declarar sensibilizada com o bloqueio de quase R$ 10 milhões do ex-presidente Lula determinado pelo juiz federal Sérgio Moro, aparece agora nos mesmos jornais do país e do mundo como uma boa caloteira. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget