\imprensa Viva
.

Joesley deu R$ 500 mil para Janot fazer "ação controlada" e filmar Rocha Loures, que devolveu o dinheiro

Fotomontagem meramente ilustrativa


A revista Época da Rede Globo divulgou hoje imagens do dinheiro que a JBS disponibilizou para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, forjar um flagrante no ex-suplente de deputado Rodrigo Rocha Loures.

"A reportagem teve acesso, com exclusividade, a dezenas de imagens das malas, pastas e bolsas de dinheiro da JBS sendo estufadas com notas de R$ 50 e de R$ 100" diz a matéria da Época, deixando claro que o dinheiro era da JBS.

A trama forjada por Janot e Joesley Batista tinha como objetivo realizar "ação controlada" envolvendo a Polícia Federal para filmar um flagrante do então assessor de Temer recebendo uma mala com R$ 500 mil reais. Parecia coisa de cinema a imagem de Rocha Loures correndo pelas ruas de São Paulo com a mala recheada de dinheiro que Janot afirma que era para Temer.

Na Globo, os jornalistas comentavam: olha lá o Rocha Loures correndo com os R$ 500 mil de Temer.

Mas se era uma ação controlada, por que não deixaram o dinheiro chegar ao seu destino? Por que retiraram o chip para rastrear o dinheiro? Se a ação tinha como propósito flagrar Temer recebendo o dinheiro, por qual motivo abortaram a tal da ação controlada prematuramente e divulgaram logo o vídeo? Além da gravação feita com um gravador fajuto, cujo conteúdo não apresenta absolutamente nada de conclusivo, todos os indícios apontam para a conclusão de Janot e Joesley tramaram uma presepada apenas para justificar um acordo de delação indecente. Para tanto, precisaram criar uma "Fake News" repleta de ingredientes cinematográficos para que a Globo passasse meses pedindo a renúncia de Temer.

Por que raios não deixaram o dinheiro chegar ao destino para oferecer ao Brasil uma prova consistente, robusta e sem chance de ser rechaçada? Logo que a matéria foi ao ar,  Rocha Loures devolveu o dinheiro e complementou a parte que havia retirado dos R$ 500 mil. A Polícia Federal devolveu o dinheiro para a JBS, para Janot ou reteve a grana como "prova"?

Neste caso, há provas mais que robustas contra Rocha Loures, que por um motivo ou outro, aceitou receber aquele dinheiro. Por que então o ministro do STF, Edson Fachin, mandou soltar o ex-suplente de deputado?

Como pode um cara sendo flagrado correndo como uma mala cheia de dinheiro dos açougueiros da Friboi estar em casa agora? Será que Janot, Fachin e Joesley estão com medo de Rocha Loures abrir o bico e revelar ao Brasil o que realmente aconteceu neste episódio? A sociedade espera uma resposta o quanto antes. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget