\imprensa Viva
.

Janot se acovardou ou estava blefando quando disse que tinha mais duas flechas para disparar contra Temer?



No auge do espetáculo promovido com o vazamento da delação bananada do açougueiro Joesley Batista da JBS, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, havia declarado que estava preparando mais duas denúncias para apresentar contra o presidente Michel Temer, além daquela que acabou sendo enterrada na Câmara dos Deputados.

A estrela dos jornais da Globo e de seus satélites naquela época chegou a afirmar que "Enquanto houver bambu, vai ter flecha", adiantando que apresentaria novas denúncias contra o presidente. É fato que a primeira denúncia apresentada por Janot foi totalmente capenga, desprovida de provas robustas. Caso contrário, nenhum parlamentar se arriscaria a votar contra a denúncia diante das câmeras. A Globo interrompeu sua grade de programação para transmitir a votação ao vivo para todo o Brasil e o mundo.

Considerando que o objetivo de Janot, da Globo e dos freeboys da JBS era mesmo o de derrubar o presidente da República, por qual motivo não dispararam uma flecha certeira logo de cara? Uma flecha veloz, mortal, com veneno na ponta e tudo?

Talvez pelo fato de tudo não ter passado de uma grande armação, de um grande blefe engendrado por Janot e Joesley na privacidade de uma sala no prédio da PGR em Brasília. Tudo devidamente homologado pelo ursão da Dilma, o ministro do STF, Edson Fachin e posteriormente vazado pela Rede Globo com pequenas adulterações do conteúdo da gravação feita pelo açougueiro com Temer.

Este pode ser considerado um dos mais vergonhosos episódios da história da República. Uma trama ardilosa envolvendo bandidos cúmplices do PT de Lula e Dilma, que lucraram com o caos no mercado financeiro, interferiram profundamente na recuperação da economia e prejudicaram milhares de chefes de família.

Já que começaram, todos os envolvidos têm o dever de prosseguir com suas ameças. A Globo tem que continuar sabotando o governo Temer. Joesley tem que apresentar as tais provas que prometeu, antes de ganhar um habeas corpus eterno que o livrou da responsabilidade sobre mais de 240 crimes confessos. Janot tem por obrigação moral disparar as tais flechas que havia prometido. Caso nenhum dos atores deste triste espetáculo cumpra o prometido, ficarão ainda mais desmoralizados do que já estão perante a nação. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget