\imprensa Viva
.

Janot montou esquema paralelo à Lava Jato para inviabilizar delações que atingem Lula, diz revista



A revista ISTOÉ desta semana traz uma reportagem sobre um monstruoso esquema montado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot para blindar o ex-presidente Lula de delações incriminadoras, como as do ex-diretor da Transpetro, Sérgio Machado e a dos açougueiros da JBS/Firboi, tradicionais parceiros do PT em esquemas criminosos envolvendo dinheiro público.

Segundo a revista, Janto montou esquema paralelo à Lava Jato para inviabilizar delações que atingem Lula e companhia. A revista fala sobre as manobras petistas na PGR, nas quais Janot teria atropelado a Lava Jato de Curitiba, para favorecer o PT e prejudicar adversários do partido, em especial, o presidente Michel Temer.

A revista informa que "um dos integrantes da força-tarefa da Lava Jato sediado no Rio Grande do Sul já havia feito desabafo sobre o esquema do PT no Ministério Público a um ministro do STJ. O encontro ocorreu no saguão de embarque do aeroporto de Brasília. “Agora se sabe que a operação montada por Janot só não dominou completamente a Lava Jato porque houve uma forte resistência do pessoal de Curitiba”.

A interferência política de Janot na Lava Jato levou a Polícia Federal a desligar os procuradores do Ministério Púbico Federal em Curitiba da força-tarefa da maior investigação do Brasil. Atualmente, a Lava Jato é conduzida a partir da Delegacia de Combate à Corrupção e Desvio de Verbas Públicas (Delecor). A iniciativa, que teve como propósito inibir a atuação político partidária de procuradores que atuavam a serviço de Janot nos ataques contra o governo Temer, partiu do delegado Igor Romário de Paula, que é o coordenador da Operação Lava Jato no Paraná, e foi acatada pelo Superintendente Regional da Polícia Federal, delegado Rosalvo Franco.

O grupo da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, já está a par de todo o esquema montado por Janot para blindar Lula e o PT. A partir de 18 de setembro, boa parte dos acordos de delação firmados por Janot devem ser revistos. Inclusive o dos irmãos Batista, donos do Grupo JBS.

Leia a matéria completa na ISTOÉ
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget