\imprensa Viva
.

Governo vai acabar com farra de aluguéis superfaturados ao Estado e economizar R$ 1,6 bilhão do contribuinte ao ano



O governo federal pretende acabar com a mamata dos contratos de aluguéis superfaturados com a União e prepara mais um pacote de medidas para cortar gastos no Executivo. O objetivo é zerar os despesas de aluguel de imóveis para órgãos públicos.

A Secretaria de Patrimônio da União finaliza estudo que guiará a redistribuição de repartições que hoje estão em prédios de terceiros. A mudança pode significar uma economia de R$ 1,6 bilhão por ano do dinheiro do contribuinte. O discurso do ajuste ganha força no momento em que o Planalto busca apoio para aprovar propostas de redução de gastos públicos e aumento na arrecadação.

Menos despesas, mais dinheiro para investimento em áreas como saúde, segurança e educação. O levantamento feito até o momento constatou que mais de 90% dos contratos de aluguéis bancados pelo governo são superfaturados. Muitos imóveis pertencem a funcionários públicos, como membros do judiciário, e sequer são utilizados. Há casos de conjuntos de salas que não são utilizadas há mais de cinco anos, alugados por R$ 60 mil. O governo pretende também fixar um prazo máximo de recebimento de auxílio-moradia pelos servidores públicos federais ou comissionados. Os servidores que possuem imóveis nas cidades onde trabalham deixarão de receber o auxílio moradia imediatamente.

As medidas anunciadas pelo governo, como a limitação dos salários de aprovados em concursos públicos ao teto de R$ 5 mil, compõem um conjunto de iniciativas que pode significar a economia de mais de R$ 50 bilhões ao ano e vai garantir uma boa margem orçamento para governos no futuro. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget