\imprensa Viva
.

Globo promove caçada interna para identificar vazador da estratégia de jornalismo da emissora. Não era Fake News?



Prêmio para quem identificar o funcionário que vazou um áudio pelo Whatsapp descrevendo a mudança estratégica da emissora em sua linha editorial. Esta é a informação que circula nos corredores da Rede Globo esta semana. A direção da emissora estaria  realizando uma verdadeira caça às bruxas para descobrir quem foi o funcionário que divulgou um relato sobre a política adotada pelo departamento de jornalismo após o escândalo da divulgação de uma transcrição falsa da gravação do empresário Joesley Batista com o presidente Michel Temer.

Logo que tomou conhecimento do áudio, a Globo identificou o potencial explosivo da gravação e resolveu tomar algumas providências. Uma das estratégias adotadas pela direção da empresa para desqualificar o áudio foi a de atribuir propositalmente a gravação ao diretor do Fantástico, Luiz Nascimento, que logo em seguida, desmentiu a autoria do relato. Em outra frente, foi vazado um novo áudio pelo Whasapp com o mesmo título, porém repleto de erros de português e com informações nada técnicas, como as do áudio original. Quem ouve a segunda versão do áudio, logo percebe se tratar de algo falso e descarta a notícia, sem tomar conhecimento do áudio original.

Mas se a notícia teoricamente já foi desmentida e tratada pelo resto da imprensa como Fake News, por qual motivo a emissora ainda estaria investigando o responsável pela divulgação do áudio? Segundo uma fonte da Globo, está descartada a possibilidade de se tratar de alguém da alta cúpula do jornalismo da emissora. Mas não foi descartada a possibilidade de um dos participantes das reuniões de pauta tenha comentado a estratégia da emissora com um funcionário de outro departamento, responsável pela autoria do relato que circula no Whatsapp e na Internet.

Embora seja conduzida com discrição, a investigação não se restringe aos funcionários da Rede Globo no Projac ou na sede administrativa da Rede Globo encontra-se no bairro do Jardim Botânico, bairro localizado na Zona Sul do município do Rio de Janeiro. O alerta vale para o Sistema Globo de Rádio, onde fica a CBN na Rua do Rússel, no bairro da Glória, nas redações do Jornal Extra, do Jornal o Globo e em outros veículos controlados pelo Grupo de Comunicação.

Apesar da busca frenética pelo autor da façanha, a Globo insiste em afirmar que se trata de um áudio falso, mesmo sem ter conhecimento sobre quem seria o autor da gravação. A pessoa que divulgou o áudio parece bastante familiarizada com o departamento de jornalismo da emissora e fala com bastante propriedade no assunto, o que indica de fato se tratar de um funcionário da casa. Vale à pena ouvir o relato e tirar suas próprias conclusões sobre a veracidade ou não dos fatos narrados. Quem acompanha a programação da Globo, poderá constatar que há sim muitas verdades nas denúncias, independente de tratar-se ou não de um funcionário da emissora.

A manobra de tentar atribuir a gravação a A ou B pode ser apenas uma estratégia para desqualificar um registro que pode sim, ser verdadeiro. Embora o áudio tenha sido divulgado de forma anônima, isto não significa que não seja autêntico e que não tenha sido gravado por alguém de dentro da emissora.



Ouça a gravação original no arquivo abaixo:









A transcrição do áudio original:

"Terça-feira, 8 de agosto de 2017. Por questões óbvias não vou me identificar porque há uma caça a bruxa dentro do jornalismo da Globo procurando quem é mais alinhado com a esquerda e quem não é. A partir de agora o público poderá notar que as editorias de jornais vinculados à rádio CBN, ao G1 e também aos programas jornalísticos da Rede Globo vão estar mais alinhados com a esquerda e preparando a volta do Lula, que está completamente alinhado com a família Marinho, apesar de ele falar aos berros que vai fazer aos berros isso e aquilo está tudo orquestrado com a editoria do jornalismo da rede Globo.

Ali Kamel, Silva Faria, Boni, Mariano, Miguel Taís, Cristina Persentini que são os diretores das duas grandes praças jornalísticas da Globo estão alinhados com a família Marinho para que toda a notícia vinculada a Temer e também ao João Dória em São Paulo, sejam fracionadas durante o jornalismo para que se fale o tempo todo dos dois de forma até caluniosa. Um exemplo: os empregados da Dilma agora são desempregados do Temer. A culpa da dívida do Brasil não é do legado de Lula e Dilma. É culpa do Temer. Até os salários atrasados do Rio de Janeiro é culpa do Temer. Bem como uma rua esburacada há mais de 50 anos é culpa do João Dória.

Há uma tendência já acertada com a esquerda para que se fale de forma até caluniosa de Temer e de João Dória nos jornais e no jornalismo da Globo e nas programações de rádio. A ideia é que seja estendida ao máximo a notícia para que se fale coisas ruins destas duas grandes personalidades, que seriam os grandes adversários da propensa volta do Lula ao poder.


Outra coisa também é que vamos ver uma Globo será avermelhada. Vocês vão começar a ver o tom mais vermelho do que a cores tradicionais da TV Globo. Isso já foi utilizado como propaganda subliminar na época da época da retomada da democracia que não se sabia o que iria acontecer com o país, a Globo não sabia dos artificíos para fazer propaganda subliminar.

E assim também é com as propagandas fracionadas no jornalismo. Você fala muito o tempo todo durante o jornalismo, na apresentação dos jornais, sobre as mesmas coisas e vinculando o nome de João Dória e Temer. Vocês também vão ver muitas notícias sobre o Judiciário. Vão ter muitas notícias sobre juízes corruptos, membros do Ministério Público, da corrução. O que também acontece, mas vocês vão ver muito mais notícias sobre isso. Mas vocês vão ver muitas notícias antigas, velhas e arquivadas que o povo não lembra vão ser trazidas de volta paraseja jogado MPF e PF um contra o outro e que seja feita a exposição de juízes de primeira instância. Isso tudo para atingir O Moro e a Lava-Jato, acreditem a Globo é contra o juiz Moro e a Lava-Jato. Fiquem atentos e que nós sejamos espertos quanto ao imperialismo da rede Globo. Não estou sendo contra a casa, mas eu não acho isso direito e acho legal a população saber. Principalmente, uma pessoa que está dentro do sistema Globo e que tá acompanhando de perto todo o esquema que está sendo armado na maior emissora do país e está sendo armado com outras emissoras. Porque vai rolar muito dinheiro com a volta do Lula para esses meios de comunicação. Um abraço"

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget