\imprensa Viva
.

Assim como o PT, Chefes das Farc viajam a Cuba para preparar plataforma política a ser implantada na Colômbia



Assim como os membros do PT fizeram no início dos anos 80, vários membros do Secretariado das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), viajaram nesta quinta-feira (3) a Cuba para discutir com o chefe máximo da guerrilha, Rodrigo Londoño, conhecido como Timochenko, as decisões adotadas no seu pleno para se transformar em plataforma política. A informação é da EFE.

A delegação de ex-terroristas que planejam a tomada do poder na Colômbia através da política, que recebeu autorização do governo colombiano para a viagem. O grupo é liderado pelo número dois das Farc, Luciano Marín Arango, conhecido como "Iván Márquez", disse um porta-voz da guerrilha. Segundo ele, o motivo da viagem é socializar as conclusões da reunião do grupo realizada no mês passado em Bogotá e na qual "Timochenko" não estava presente, pois havia viajado a Cuba para tratamento médico, após sofrer um ataque isquêmico no último dia 2 de julho. Na prática, os ex-terroristas vão aperfeiçoar seus conhecimentos básicos sobre a cartilha comunista que ensina as velhas táticas para chegar ao poder, como a dominação dos movimentos sociais, comunidades campesinas, movimentos estudantis, sindicatos, classe artística, e todos os tipos de "coletivos" alternativos.

Há décadas, gerações de petistas viajam a Cuba para fazer cursos práticos e teóricos. Gente como José Dirceu, Rodrigo Janot, Marina Silva e outros petistas são doutorados nas técnicas cubanas comunistas sobre como chegar ao poder e promover o aparelhamento total da máquina pública.

Essa reunião em Cuba será de grande importância porque é a última da cúpula da organização antes da constituição do seu movimento político, em um encontro que começará no próximo dia 26 de agosto, em Bogotá.

Ali serão definidas, entre outros temas: as listas para as eleições do ano que vem e os candidatos do grupo; os estatutos da coletividade; as diretivas do partido; e a forma jurídica de sua plataforma política.

O governo e as Farc assinaram um acordo de paz em novembro de 2016. E em 27 de junho deste ano, a guerrilha, a mais antiga do continente americano, finalizou o processo de abandono das armas.

Com informações da Agência Brasil
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget