\imprensa Viva
.

Após fogos de artifício na condenação, PT está preocupado com festa nas ruas para comemorar eventual prisão de Lula



A cúpula do PT fez uma leitura preocupante sobre o comportamento da população após a condenação e bloqueio dos bens e valores do ex-presidente Lula, determinados pelo juiz Sérgio Moro. Mas o que deixou o petista e os dirigentes do partido mais magoados não foram os fogos de artifício que foram disparados na maior parte das cidades do país após a divulgação da sentença. A falta de mobilização da militância e a falta de uma repostas dos movimentos sociais na defesa do petista foi visto como um péssimo sinal.

A conclusão foi a de que os simpatizantes do ex-presidente se sentem "inibidos" de ir para as ruas defendê-lo. Diante da vergonha dos petistas em sair para as ruas para protestar contra a condenação e bloqueio dos bens e valores do Lula, o PT teme comemorações exacerbadas nos grandes centros diante de uma eventual prisão do petista, a exemplo do que ocorreu no Rio de Janeiro durante a prisão dos ex-governadores do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho e Sérgio Cabral.

As comemorações nas ruas e nas redes sociais com a eventual prisão ou um novo mandato de condução coercitiva contra Lula preocupa as lideranças do partido, que reconhecem a  impossibilidade de mobilizar militantes e movimentos sociais diante de uma situação inesperada.

A forte repercussão da prisão de Cabral e Garotinho nas ruas, na imprensa e nas redes sociais se deve ao fato dos dois políticos terem ocupado cargos executivos, assim como Lula. Normalmente, os cargos executivos como prefeitos, governadores e presidentes da República são os mais percebidos pela população de modo geral. Por razões óbvias, a sociedade é diretamente impactada por decisões e pele gestão destes cargos.

A comoção da população com a prisão de parlamentares ou ocupantes de cargos na administração pública como ministros, secretários e assessores é bem menor, comparada a prisão de chefes de cargos executivos. A prisão de Cabral e Garotinho provocou manifestações de apoio em todo o Brasil, mesmo diante do fato de se tratar de políticos que tiveram atuação restrita ao estado do Rio de Janeiro.

Neste sentido, a eventual prisão de Lula poderá ocasionar uma onda de manifestações de apoio muito maior em termos proporcionais, já que o político praticamente comandou o país ao longo dos últimos treze anos. O PT possuiu dados assustadores sobre a expectativa da população sobre a eventual prisão de seu líder máximo. Estima-se que mais de 80% dos brasileiros apoiam a condenação e prisão de Lula.

O ex-presidente e dirigentes do PT estão certos de que encontrarão muitas dificuldades em mobilizar a militância e os integrantes dos movimentos sociais controlados pelo partido num cenário tão desfavorável. O consenso é que vai ser difícil convencer uma meia dúzia de gatos pingados a ir para as ruas enfrentar milhões de brasileiros, avalia uma fonte do PT. "Ninguém é louco de colocar uma camisa vermelha com milhões de pessoas comemorando a prisão de Lula como se fosse uma vitória de Copa do Mundo", observou o dirigente.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget