\imprensa Viva
.

A caravana do constrangimento. Lula é hostilizado mesmo ante de dar início ao périplo pelo nordeste. Vai de busão



Nem bem deu início a sua tão prometida caravana pelo Nordeste, e o ex-presidente Lula já enfrenta constrangimentos antecipados. Para começar, não haverá jatinhos disponíveis para levar o petista de um lugar a outro. A caravana vai ser de busão mesmo e deve começar ônibus nesta quinta-feira (17) e  com previsão de se estender até 5 de setembro, começando na Bahia e terminando no Maranhão, com previsão de passagem por 28 municípios.

Mas antes mesmo de começar a caravana já há previsão de embaraços em alguns Estados. Em vários locais onde há previsão de homenagens ao petista, opositores prometem criar dificuldades e embaraços extras.

A começar pela Paraíba, onde está prevista a entrega do título de cidadão de João Pessoa ao ex-presidente. O título foi concedido vinte anos atrás e Lula tenta agora resgatá-lo como forma de compensar o cancelamento do título de doutor honoris causa Universidade Federal da Paraíba.

A Mesa Diretora da Câmara de João Pessoa já prometeu criar uma série de embaraços para a entrega do título . "Não vamos participar. Entendemos que é um contrassenso entregar um título a alguém condenado por corrupção", diz o vice-presidente da Câmara, vereador Lucas de Britto (PSL), criticando o vereador Marcos Henriques (PT), que resgatou a ideia.

Já em Alagoas, mais um título a Lula, dessa vez de doutor honoris causa. No entanto, o reitor da Universidade do Estado de Alagoas, que concederá a homenagem, Jairo José Campos da Costa, diz ter sido ameaçado de morte quando do anúncio.

Na Bahia, a Universidade Federal do Recôncavo entregaria honraria semelhante, mas o vereador por Salvador Alexandre Aleluia (DEM) entrou com ação popular na Justiça Federal. "A gente não pode achar normal que se conceda uma honraria a uma pessoa que foi condenada. Criminoso não merece título, merece sentença", diz.

O ex-governador Jaques Wagner (PT-BA) saiu em defesa de Lula e disparou: "Quem sabe, se trabalhar, ele pode chegar ao nível que o presidente Lula chegou".

Ainda no Estado, um ato que seria realizado pelo PT no Cerimonial Pupileira, administrado pela Santa Casa da Bahia, foi transferido para a área interna do estádio da Fonte Nova. É que a administração da Santa Casa vetou o uso do local, alegando que seria inadequado para eventos políticos. "Preconceito" com Lula, voltou a defender Jaques Wagner.

Confusão também em Sergipe, onde o vereador Sandro de Bibi (PRB) entrou com um pedido de anulação do título de cidadão que será concedido ao ex-presidente. Ele alega que a homenagem foi aprovada em regime de urgência, desrespeitando o regimento interno, segundo reportagem da Folha de S. Paulo.

Na prática, a viagem de Lula não será diferente das demais. Por onde o petista passar, há previsão da mobilização da militância, de integrantes de movimentos sociais e sindicais, convocados para figurar nos atos programados durante a viagem. Como medida de segurança, Lula exigiu ser cercado por "batedores" do MST e da CUT, encarregados de evitar que o petista, agora um criminoso condenado, seja hostilizado por populares. Algo praticamente inevitável. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget