linkaki

Nomeado por Dilma para a Presidência da Petrobras, Bendine destruiu áudios das reuniões sobre a compra de Pasadena



A Polícia Federal furou a blindagem do procurador-geral da República e prendeu mais um peixe grande do PT. O ex-presidente do BB e da Petrobrás Aldemir Bendine, era o homem de confiança de Lula no Banco do Brasil, onde o petista mantinha investimentos de mais de R$ 9 milhões, e também homem de confiança de Dilma na Petrobras.

Dilma Rousseff  nomeou Bendine para a Presidência da Petrobrás alegando que o executivo tinha a missão de acabar com a corrupção na estatal. Mas ao que tudo indica, sua verdadeira missão era a de destruir provas comprometedoras conta a petista. Foi logo após Bendine assumir a Presidência da Petrobras que a empresa revelou ter destruído áudios das reuniões sobre a compra de Pasadena, negócio autorizado por Dilma, que participou das reuniões.

A expectativa na Lava Jato é a de que Bendine não resista muito tempo de boca fechada. Entre os alvos da eventual delação do ex-presidente da Petrobras, está também o ex-ministro Guido Mantega. Bendine está preso em Curitiba.

Com informações do Estadão

Informe seu Email para receber notícias :