\imprensa Viva
.

No esquema de corrupção do Minha Casa, Minha Vida, Lula e Dilma destinaram um terço da propina para o PCdoB



O PCdoB foi o maior beneficiário no esquema de corrupção envolvendo superfaturamento no programa Minha Casa, Minha Vida, durante os governos Lula e Dilma. As obras sofriam sobrepreço de até 30% e a maior parte dos recursos desviados abasteceram o caixa do PCdoB. Um terlo da propina ia direto para o bolso do ex-­ministro dos governos Lula e Dilma, Aldo Rebelo, presidente do PCdoB.

As informações constam do documento de pré-­delação encaminhado à Lava­Jato pelo o ex­-deputado Pedro Corrêa (PP). "No esquema realizado no MCMV, [Minha Casa, Minha Vida], um terço da propina, que cabia ao PCdoB, era entregue a Aldo Rebelo", disse Corrêa.

O pagamento de propina ocorreu durante o ano de 2004, de acordo com a versão do delator. "Aldo Rebelo tinha pleno conhecimento de que as nomeações dos indicados pelos partidos da base aliada eram realizadas com o intuito de arrecadação de propina", segundo a versão de Corrêa. Ele, no entanto, não informa detalhes de como se dariam os supostos pagamentos indevidos.

Corrêa também afirmou que na primeira gestão de Lula, Aldo Rebello "participou das conversas para as indicações políticas dos partidos aliados junto com o ministro-­chefe da Casa Civil, José Dirceu, e o presidente Lula". O delator disse ainda ter realizado várias reuniões com Rebelo, ocasião em que o teria cobrado em razão da "demora nas nomeações prometidas e liberações de emendas e projetos".
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget