\imprensa Viva
.

Não tenha pena do ladrão. Lula roubou o povo e foi condenado. Se fosse um pobre, já estaria preso



O juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente Lula não apenas com base em um vasto lastro de provas de seus crimes, mas também em face da confissão do principal cúmplice dos delitos relativos ao triplex no Guarujá, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro.

Além de caracterizada a prática de crime de lavagem de dinheiro, Lula também foi condenado pelo crime de corrupção passiva, enquanto seu cúmplice nos crimes, Léo Pinheiro, foi condenado pelo crime de corrupção ativa, ou seja, a outra ponta dos crimes.

Em seu artigo 317, O Código Penal  define o crime de corrupção passiva como o ato de "solicitar ou receber, para si ou para outros, de forma direta ou indireta, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.

Já o crime de corrupção ativa consiste no ato de oferecer, (esse oferecimento pode ser praticado das mais variadas formas) vantagem, qualquer tipo de benefício ou satisfação de vontade, que venha a afetar a moralidade da Administração Pública.

Muitos discordam do fato do juiz federal Sérgio Moro ter recomendou que Lula permaneça em liberdade até que tenha eventual recurso julgado pela instância superior, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

O magistrado justificou o fato de não ter determinado a prisão imediata de Lula em virtude de sua notoriedade como figura pública. "Considerando que a prisão cautelar de um ex-Presidente da República não deixa de envolver certos traumas, a prudência recomenda que se aguarde o julgamento pela Corte de Apelação antes de se extrair as consequências próprias," esclareceu Moro.

É claro que em outras circunstâncias, sendo o réu um anônimo, a probabilidade de prisão imediata do condenado seria bem maior. "Registre-se que a presente condenação não traz a este julgador qualquer satisfação pessoal, pelo contrário. É de todo lamentável que um ex-presidente da República seja condenado criminalmente, mas a causa disso são os crimes por ele praticados e a culpa não é da regular aplicação da lei. Prevalece, enfim, o ditado 'não importa o quão alto você esteja, a lei ainda está acima de você', Lembrou Moro, que não se esquivou de sua responsabilidade em condenar um criminoso, mesmo sendo ele um ex-presidente da República.

Portanto, se você está triste com o fato de Lula, um ex-presidente da República tão notório, ter sido condenado em primeira instância por crimes comuns, não lamente. Lula roubou seu dinheiro. Agradeça a generosidade e a consciência lúcida do juiz Sérgio Moro ter deixado a decisão sobre a prisão do petista para o TRF-4, onde a condenação do petista será definida por um colegiado e não por monocrática de um único magistrado. Sorte de Lula ser um ex-presidente. Se fosse um qualquer, já estaria atrás das grades. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget