\imprensa Viva
.

Mais um fracasso da esquerda. Lula e o PT não se cansam da humilhação e convocam manifestação em defesa do condenado



A esquerda brasileira ainda não se deu conta de que seus dias de glória pertencem agora a um passado vergonhoso da história do país. Após sucessivos fracassos na convocação de manifestações contra o governo e a favor do ex-presidente Lula, os personagens dos atos de vandalismo recentes na Esplanada dos Ministérios em Brasília se preparam para mais um fiasco.

Inflamados pela condenação do ex-presidente Lula por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, o PT, sindicatos e movimentos sociais controlados pelo partido pretendem realizar atos em todo o Brasil em defesa do ex-presidente Lula, pelo ‘fora Temer’, ‘diretas já’ e contra as reformas trabalhista e da Previdência.

Os simpatizantes da esquerda e defensores do regime mais corrupto da história do país pretendem realizar atos em São Paulo, nesta quinta-feira. A mobilização, que contará com figurantes remunerados, órfãos da Lei Rouanet e do famigerado imposto sindical está marcada para a Avenida Paulista, a partir das 17h, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Segundo os organizadores, já estão confirmadas a presença do próprio Lula e da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann. Ainda existe a possibilidade de a presidenta cassada Dilma Rousseff também comparecer. Todos estão turbinados pelo ódio da decisão do juiz Sérgio Moro, que determinou o bloqueio de todas as contas, imóveis e automóveis de Lula.

Como era de se esperar, os simpatizantes do Foro de São Paulo e investigados na Lava Jato por envolvimento em esquemas milionários de corrupção vão aproveitar para atacar inimigos políticos declarados do PT o prefeito de São Paulo João Doria e o deputado federal Jair Bolsonaro.

Em São Paulo, a manifestação não vai sair em caminhada. O ato vai se concentrar em um só local, na Avenida Paulista, em frente ao Masp.  O ex-prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho (PT) que virou réu na Justiça Federal de São Paulo por supostos desvios e fraudes em licitação na construção do Museu do Trabalho e do Trabalhador, o famoso museu do Lula, já admite que a manifestação será outro fracasso: "Não precisamos nos preocupar com os números, mas em manter as pessoas atentas e mobilizadas”.

Embora muitos brasileiros estejam embarcando na narrativa dos corruptos que assaltaram os cofres públicos durante mais de treze anos, que defendem a queda de Temer e a convocação de eleições diretas para salvar Lula, o trabalhador honesto que tem contas a pagar não pretende se juntar aos vermelhos.

Assim como a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, que também é ré por crimes de corrupção, o presidente estadual do PT, Luiz Marinho fazem campanha para Lula e criticam o juiz Sérgio Moro: "Eleição sem Lula é tapetão. O Moro age mais como um político atrás de provas contra um adversário do que como um juiz”, afirma Marinho, em consonância com Dilma e outros responsáveis pela maio recessão da história do país. Só mesmo vigaristas mamadores do dinheiro do contribuinte e mortos de fome se sujeitam a defender os cúmplices de Joesley Batista, de Marcelo Odebrecht, Eike Batista e outros assaltantes da Petrobras, do BNDES, da Caixa, etc.

Os adoradores de Janot e Fachin se esquecem que a bandeira do Brasil e do povo, mais do que nunca, nunca será vermelha. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget