\imprensa Viva
.

Lula ofende juiz Sérgio Moro, desafia Justiça do país e ainda é tratado como opção política por setores da imprensa



O ex-presidente Lula se apega desesperadamente na crença de que será capaz de interferir no próprio destino. Diante da perspectiva de ir parar atrás das grades, Lula aposta na alternativa absolutamente intangível de se tornar presidente da República. Na prática, qualquer criminoso que pudesse optar entre inferno e o céu iria preferir ficar com a última alternativa, Olhando a situação de Lula por este ângulo, não há como condenar seu comportamento, por mais bizarro que pareça.

O problema em tudo isto é o fato da imprensa continuar dando voz a um condenado por crimes contra os cofres públicos que usa tribunas erguidas por seus cúmplices para desafiar a Justiça do país, atacar autoridades e apostar no prevalecimento da famigerada cultura da impunidade.

Esta semana, o ex-presidente ofendeu o juiz federal Sérgio Moro ao afirmar que “Quem acha que é o fim do Lula vai quebrar a cara, porque quem tem direito de decretar meu fim é a população brasileira”, desafiou o petista, mesmo sabendo que o cabe à Justiça de definir o destino de criminosos.

A condenação de Lula é fruto de investigações que tiveram início há quase três anos. Quando foi conduzido coercitivamente para prestar depoimento à Polícia Federal em São Paulo, em março do ano passado, Lula desafiou as autoridades do país e afirmou que “se quiseram matar a jararaca, não fizeram direito, pois não bateram na cabeça, bateram no rabo, porque a jararaca está viva”. É triste que a imprensa brasileira ainda trate um personagem desta laia como opção política para o país. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget