\imprensa Viva
.

Fernando Henrique Cardoso defende disfarçadamente retorno de Aécio ao Senado.



O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o mesmo que exigiu um gesto de grandeza do presidente Michel Temer, sugerindo a renúncia ou a convocação de eleições antecipadas, não se pronunciou sobre o escândalo envolvendo seu pupilo, o senador Aécio Neves.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Fernando Henrique defendeu disfarçadamente a atuação do Judiciário que devolveu o mandato ao senador flagrado em negociatas pouco republicanas com o criminosos confesso Joesley Batista. Sem citar nenhuma decisão judicial específica, disse que a "opinião pública pode, e deve, participar", mas que o juiz não pode atuar "contra fatos, nem contra o texto da lei".

"Ou nós aceitamos que há regras e que há o Judiciário ou então quem é que vai pôr ordem na casa?", questionou o ex-presidente. O tucano disse, ainda, que "nem sempre o resultado de uma decisão do Judiciário o agrada, nem a quem está ouvindo", mas que a Justiça tem regras, prazos e se presta a interpretações.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello autorizou na última sexta-feira (30) que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) retomasse seu mandato no Senado e, consequentemente, voltasse imediatamente a exercer atividades inerentes ao cargo.

Ao retornar ao Senado nesta quarta-feira, 04, Aécio demonstrou afinação com o vídeo divulgado por Fernando Henrique no Facebook e não fez nenhum comentário sobre o pedido de afastamento da Procuradoria-geral da República. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget