\imprensa Viva
.

Exército nas ruas do Rio até dezembro de 2018. Ou vai ou racha com a criminalidade



O presidente Michel Temer publicou hoje um vídeo em seu perfil no Twitter para explicar a medida emergencial adotada com o emprego das Forças Armadas nas ruas do Rio de Janeiro. Segundo o presidente, a iniciativa visa  a "garantia da lei e da ordem" e que o uso das tropas é para assegurar a "integridade da população, preservar a ordem pública e garantir o funcionamento das instituições".

De acordo com Temer, "o agravamento da situação de segurança pública está no centro das preocupações" (do Governo Federal). Na opinião do peemedebista, a medida anunciada nesta sexta-feira (28) é um passo na resolução dessa situação que inquieta e angustia a todos os brasileiros, especialmente aos moradores do Rio de Janeiro.

Temer já garantiu um empréstimo de até R$ 3,5 bilhões ao governo do Rio através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que atuará como sócio minoritário da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). Os recursos, que vão ajudar o estado a regularizar os salários dos servidores públicos e normalizar o atendimento nos sistemas de saúde, segurança educação do Rio, devem ser liberados nos próximos 60 dias.

A participação do BNDES ono processo de desestatização da Cedae não é para fazer um “remendo financeiro”, e sim para buscar solução estruturante de mercado para o estado. “O banco não vende boias de salva-vidas. A operação busca a retomada do desenvolvimento do estado e, portanto, da sua arrecadação", informou  Paulo Rabello de Castro, o presidente do BNDES.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget