\imprensa Viva
.

Ex-secretário de Sérgio Cabral e advogado da Globo, Sérgio Zveiter, foge da Câmara após ler parecer contra Temer



O deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), ex-secretário estadual no segundo mandato de Sérgio Cabral e advogado da Rede Globo, apresentou parecer favorável à denúncia contra Temer na Comissão de Constituição de Justiça da Câmara dos Deputados.

As ligações com a Rede Globo são antigas. Seu pai, Waldemar Zveiter, foi advogado e amigo pessoal de Roberto Marinho, fundador da Rede Globo. Em 1989, ele defendeu Marinho no divórcio litigioso com sua primeira esposa, Ruth Albuquerque. Defendeu também a Rede Globo em processo contra a TV Aratu.

Logo após apresentar o parecer favorável ao prosseguimento da denúncia contra Temer, nesta segunda-feira (10), Zveiter se evadiu da CCJ na Câmara dos Deputados para evitar o massacre dos colegas. O parecer do relator é apenas simbólico e visa ampliar o desgaste do governo, que deve ter maioria não apenas na CCJ, como também na Câmara. Sveiter apenas cumpriu seu papel de dar continuidade a mal fadada campanha da Globo para derrubar o governo.

Apontado com traidor e pau mandado da Globo,  Zveiter passou maus bocados logo após concluir a leitura de seu relatório na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Encerrada a leitura, o deputado Darcísio Perondiapertou a mão de Zveiter e ironizou:

— Foste um ótimo promotor.

Zveiter não gostou. Quando Perondi se virou, o relator cutucou as costas do parlamentar, se aproximou e afirmou que "só não daria um soco" no colega de bancada porque "ele é um merda(sic)".

— Eu sou homem! Eu não sou frouxo! Eu não sou moleque! — esbravejou o relator.

A turma do deixa disso teve de apaziguar os ânimos. Perondi tem sido criticado por parlamentares de diferentes bancadas em razão da defesa enfática de Temer. Os deputados consideram alguns gestos do gaúcho "agressivos".

Zveiter então foi falar com outro deputado da bancada do PMDB, Carlos Marun (MS), e novamente o clima ficou tenso, desta vez com Mauro Pereira. A turma do deixa disso teve que mais uma vez entrar em ação.

Os ânimos acirrados dentro do PMDB são um reflexo de que Zveiter ficou sem clima na própria bancada. Ele tem a expulsão da legenda cobrada por integrantes da tropa de choque do presidente.

— Se eles me expulsarem, vai ser problemas deles, e não meu — disse o ex-secretário de Sérgio Cabral, antes de se evadir do local.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget