\imprensa Viva
.

Crime de Lula não é nada extraordinário em relação ao que ocorre todos os dias na varas criminais, diz Sérgio Moro



O juiz Sergio Moro concedeu neste fim semana uma rara entrevista concedida a integrantes do grupo internacional de jornalismo colaborativo. Antes do início da entrevista, Moro disse que resolveu falar ao grupo "para incentivar o trabalho cooperativo de jornalistas investigativos".

Um dos jornalistas presentes, da Folha, provocou o magistrado sobre a sentença em que considerou o ex-presidente Lula culpado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro: Há sentenças na Lava Jato que não se baseiam apenas em documentos, mas também em outros tipos de provas. Um exemplo é a condenação do ex-presidente Lula, que aponta que os benefícios concedidos ao ex-presidente têm como "única explicação" a corrupção na Petrobras. Qual sua posição sobre o uso de presunções desse tipo?

Moro entendeu perfeitamente o caráter da pergunta e foi bastante claro ao abordar lateralmente o papel central do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, cúmplice de Lula nos crimes que o petista foi condenado:

Sérgio Moro - Sobre a sentença do ex-presidente, tudo o que eu queria dizer já está na sentença, e não vou fazer comentários. Teoricamente, uma classificação do processo penal é a da prova direta e da prova indireta, que é a tal da prova indiciária. Para ficar num exemplo clássico: uma testemunha que viu um homicídio. É uma prova direta. Uma prova indireta é alguém que não viu o homicídio, mas viu alguém deixando o local do crime com uma arma fumegando. Ele não presenciou o fato, mas viu algo do qual se infere que a pessoa é culpada. Quando o juiz decide, avalia as provas diretas e as indiretas. Não é nada extraordinário em relação ao que acontece no cotidiano das varas criminais.

No caso do ex-presidente Lula, o depoimento de Léo Pinheiro, cúmplice direto do petista no caso dos crimes relativos a triplex no Guarujá, é interpretado pela Justiça como  uma prova direta. O executivo confirmou que reservou o imóvel para o ex-presidente em contrapartida por contratos superfaturados obtidos por sua empreiteira junto a Petrobras. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget