\imprensa Viva
.

Para condenar Lula, Moro tem a confissão de seu cúmplice, a prova material e as vítimas dos crimes que praticou



O ex-presidente Lula alega tem desesperadamente que o juiz Sérgio Moro não tem provas suficientes parra condená-lo. A defesa do petista já fez de tudo para tentar atribuir a propriedade do triplex do Guarujá a outros donos, alegou que as obras feitas no imóvel e no sítio em Atibaia foram agrados e que os gastos de R$ 1.3 milhão com o transporte e armazenagem dos objetos que Lula trouxe de Brasília ao fim de seu mandato foi apenas um "incentivo cultural".

Todas estas alegações fariam realmente algum sentido, O problema de Lula é que seu cúmplice em todos os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro relativos a esta ação penal confirmou que tudo fez parte de um esquema criminoso de repassar propinas para Lula de forma dissimulada. O ex-presidente da OAS e ex-amigo de Lula, Léo Pinheiro confirmou que todos os repasses ao ex-presidente foram feitos em contrapartida por contratos superfaturados obtidos pela empreiteira com a Petrobras.

Em seu depoimento nesta segunda-feira, 19, "Léo Pinheiro confirmou que o triplex nunca foi posto à venda porque já tinha um dono e que as reformas foram executadas seguindo orientações dos reais proprietários do imóvel, o ex-presidente Lula e sua esposa. O projeto de reforma foi aprovada na residência do ex-presidente em São Bernardo do Campo.

Esclareceu que o triplex, bem mais caro que o apartamento efetivamente adquirido, não seria um presente. Os valores gastos pela OAS eram contabilizados e descontados da propina devida pela empresa ao Partido dos Trabalhadores em obras da Petrobras, tudo com a anuência do seu maior líder partidário. Adiante serão expostos as provas e os esclarecimentos de Léo Pinheiro sobre a real propriedade do triplex, suas reformas e o pagamento por meio de propinas".

É simples assim. A defesa de Lula faria algum sentido, até mesmo na cabeça do juiz Sérgio Moro, se o principal cúmplice do ex-presidente se mantivesse em silêncio sobre os verdadeiros propósitos dos repasses milionários. Se uma dupla de ladrões roubam algo, e nenhum dois dois admitem o crime, fica difícil para a Justiça comprovar os delitos. Já com a confissão de um dos partícipes da atividade criminosa, torna-se impossível eximir o outro criminoso de sua participação nos crimes. Ainda mais se tratando da parte que colheu os benefícios da atividade criminosa.

Moro tem exatamente estes elementos em suas mesa. O crime, os envolvidos, a prova material do crime e a confissão de um dos criminosos. As vítimas dos crimes são todos os brasileiros.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget