\imprensa Viva
.

O foco é Lula na cadeia. Temer, deixa para depois de 2018, após eleições democráticas e livres do PT



O ex-presidente Lula está sendo um dos maiores beneficiários pela crise instalada no país após o controverso acordo de delação de seus parceiros do crime do Grupo JBS, dona da famigerada Friboi. O procurador-geral da República, um inimigo declarado de Temer, negociou um acordo indecente com os criminosos confessos Joesley Batista, Wesley Batista e Ricardo Saud, no qual o principal alvo do acordo era justamente o atual presidente da República, e não os eternos parceiros do crime dos irmãos Batista, notadamente os ex-presidentes Lula e Dilma, além de vários ex-ministros petistas, como Guido Mantega e Antonio Palocci.

Apesar de todos os crimes relatados contra os petistas, todos propositalmente desacompanhados das devidas provas, Temer passou a ser a principal meta de Janot, que acabou se precipitando com as provas fajutas e forjadas pelos criminosos da JBS. Apesar do constrangimento que se tornou motivo de vergonha nacional, Janot insiste em sua cruzada para derrubar um presidente antes de terminar seu mandato na PGR, que se encerra em setembro.

Mesmo sem as devidas provas legais, robustas e incontestáveis contra Temer, Janot tem pressa, apesar de ter ficado quatro anos à frente da procuradoria-geral da República fingindo ignorar os crimes de Lula e da organização criminosa comandada por ele conhecida como PT.

Temer começou a ser investigado agora, enquanto Lula é apontado como criminoso desde que surgiu na imprensa nacional nos anos 70. Apesar de ter sido eleito presidente duas vezes e de ter bancado a eleição da incompetente e conivente Dilma Rousseff por duas vezes, Lula e o PT jamais foram unanimidade entre os brasileiros e jamais venceram uma eleição em primeiro turno ou por maioria absoluta de votos dos eleitores. O máximo que Lula conseguiu foi 43% dos votos dos eleitores do Brasil em 2006 e 41% em 2010. A maioria dos brasileiros sempre acreditou que Lula era um ladrão.

Estão querendo colocar o carro na frente dos bois. Se Temer cometeu crimes, ainda tem muito tempo para investigar, comprovar e prender. O problema é que não é o Temer que ocupava até ontem uma cobertura em São Bernardo do Campo, comprada pela Odebrecht com dinheiro roubado da Petrobras. Temer não recebeu milhões da empreiteiras da Lava Jato por palestras falsas, não tem sítio em Atibaia, não tem triplex no Guarujá, não desviou dinheiro do povo para Cuba, Venezuela e Angola, não vendeu medidas provisórias para o setor automobilístico, não fez tráfico de influência para comprar jatos suecos, não roubou o acervo do povo dos Palácios do Planalto e da Alvorada, não tem contas administradas por Joesley Batista na Suíça, não chefiou a organização criminosa que assaltou a Petrobras, não entregou mais de R$ 500 bilhões do dinheiro do povo que estava no BNDES em troca de propinas. O ratão é Lula, o chefe de quadrilha, o pai dos bandidos que estão presos na Lava Jato em Curitiba e pai de quase todos os bandidos que ainda estão no Congresso, inclusive os que foram adotados por Temer.

Enquanto o Brasil não colocar o Lula na cadeia, não adianta tentar falar em justiça neste país. Lula é o maior ladrão de todos os tempos, de toda a história do país, segundo as convicções de mais de 78% dos brasileiros. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget