\imprensa Viva
.

No TSE, Gilmar Mendes deve garantir Temer na Presidência até 2018 em nome da estabilidade política e econômica do país



O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, já demonstrou que está disposto a manter o presidente Michel Temer no cargo já primeiro dia do julgamento da ação que pede a cassação da chapa de reeleição de Dilma Rousseff-Michel Temer.

Contrário aos argumentos defendidos pelo ministro do Herman Benjamin, Gilmar, que já defendeu a necessidade de se levar em consideração a estabilidade política ao julgar a ação e depois afirmou que crises políticas não devem ser resolvidas no TSE ao comentar os impasses em torno do governo Temer em razão das delações da JBS, disse que era preciso ser “cuidadoso”. “Nós temos de ser cuidadosos em tudo, especialmente quando se trata de voto popular”, afirmou Benjamin.

Gilmar disse que o problema em discussão no TSE é único. “As pessoas dizem que essa ação demorou muito. Não podemos esquecer que, aqui, nós temos uma situação bastante singular, que não pode ser ‘comezinha’, que é a impugnação de uma chapa presidencial, e um grau de estabilidade ou instabilidade que precisa ser considerado.” Assim, o presidente voltou a ressaltar a estabilidade política no contexto do julgamento.

Diante do ímpeto do vice-procurador-geral eleitoral Nicolao Dino, que já recomendou a cassação da chapa do PT-PMDB, Gilmar Mendes recomendou cautela.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget