\imprensa Viva
.

Ninguém engana Moro. Após condenar Palocci, juiz afirma que aceno de colaboração do petista era chantagem externa



O juiz federal Sérgio Moro está sempre um passo a frente dos criminosos. Na sentença em que condenou o ex-­ministro Antonio Palocci (PT) a 12 anos de prisão, o magistrado chamou a atenção para uma manobra do petista durante seu último depoimento na Lava Jato.

Palocci se dispôs a colaborar e disse de livre e espontânea vontade que revelaria nomes e fatos incriminadores sobre novos alvos potenciais para a Lava Jato: "Se o senhor estiver com a agenda muito ocupada, a pessoa que o senhor determinar, eu imediatamente apresento todos esses fatos com nomes, endereços, operações realizadas e coisas que vão ser certamente do interesse da Lava Jato", prometeu Palocci à época.

Enquanto para a maioria da imprensa, a promessa de Palocci visava acelerar seu acordo de delação, Moro compreendeu a atitude inesperada do petista como uma manobra para mobilizar pessoas comprometidas a livrá-lo da prisão. O magistrado justificou a prisão preventiva do petista e ainda mostrou que, pelo fato de ele ser "poderoso", estaria ameaçando outras pessoas ao dizer que poderia apresentar fatos novos aos investigadores.

Ex-­ministro dos ex-­presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (Fazenda) e Dilma Rousseff (Casa Civil),
Palocci foi condenado a 12 anos, dois meses e 20 dias de prisão em regime fechado pelos crimes de
corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Em 20 de abril, durante interrogatório, Palocci sugeriu que poderia apresentar "nomes e situações" que ele teria optado por não falar "por sensibilidade da informação".

Para Moro, as declarações na audiência "soaram mais como uma ameaça para que terceiros o
auxiliem indevidamente para a revogação da [prisão] preventiva, do que propriamente como uma
declaração sincera de que pretendia, naquele momento, colaborar com a Justiça".

Após condenar Palocci, Moro deve se concentrar na condenação de Lula. A sentença deve sair nos próximos dias. A defesa de Palocci entregou as alegações finais uma semana antes da defesa do ex-presidente Lula. Para Moro, tudo é uma mera questão de ordem.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget