\imprensa Viva
.

MPF pediu prisão de Lula e recomendou pena severa. Sérgio Moro acolheu pedido e decide condenação no dia 20 de junho



O Ministério Público Federal pediu a prisão do ex-presidente Lula e de mais seis réus no caso relativo ao triplex do Guarujá.  O pedido encaminhado ao juiz Sergio Moro nesta sexta-feira (3), é bastante contundente e pede a condenação exemplar do petista pelos crimes de corrupção passiva, ativa e lavagem de dinheiro.

Mais do que nunca, Lula está nas mãos de Sérgio Moro. Nas alegações finais sobre o caso, o MPF afirma que a propina por contratos da OAS com a Petrobras repassada ao petista chegou R$ 3.7 milhões. O dinheiro foi repassado a Lula por meio da reforma de um apartamento tríplex no Guarujá e do pagamento do armazenamento de bens, como presentes recebidos, no período em que ele era presidente. A sentença de Moro neste processo está prevista para após o dia 20 de junho , quando se encerra o prazo para a defesa do ex-presidente apresentar suas alegações finais.

O processo se refere a um suposto pagamento de propina feito a Lula pela construtora OAS, que teria ocorrido, sob as alegações do MPF, por meio da reforma de um tríplex de que o petista seria proprietário na cidade do Guarujá. Segundo o MPF, outra parte da propina teria sido paga a Lula por meio da locação de um espaço para o ex-presidente armazenar bens adquiridos à época em que presidia o país, como presentes que Lula ganhou durante o exercício do cargo.

Além de pedir a condenação de Lula, o MPF pediu, também, que sejam condenados o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, e os executivos e ex-executivos da empresa Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Roberto Moreira Ferreira, Paulo Gordilho e Fabio Horia Yonamine. A ex-primeira-dama Marisa Letícia também era ré, mas teve o nome excluído da ação em virtude de sua morte, em fevereiro de 2017.

O documento protocolado pelo MPF pede que Lula seja condenado pela prática de corrupção passiva, por lavagem de dinheiro e que pague uma multa de R$ 87.624.971,26, referente à propina supostamente pega pela OAS.

A defesa do ex-presidente Lula tem até o dia 20 de junho para finalizar suas alegações. Nesta data, está previsto o anúncio da decisão do juiz Sergio Moro sobre a ação.  
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget