\imprensa Viva
.

Lula recebeu R$ 20 milhões por duas palestras na Angola, diz Odebrecht em nova rodada de depoimentos



O ex-presidente Lula bateu todos os recordes e se tornou o conferencista mais caro do mundo, deixando para trás gente como Bill Clinton,  Tony Blair e Rudy Guilani. De acordo com os novos relatos de executivos da empreiteira Odebrecht, Lula embolsou nada menos que R$ 20 milhões por duas palestras feitas na Angola durante o ano de 2014, pouco antes da deflagração da Operação Lava Jato. Na verdade, nem os dez maiores palestrantes do mundo, incluindo Donald Trump e Alan Greenspan, não ganharam tanto dinheiro naquele ano

Os executivos prestaram novos depoimentos com informações que não haviam sido incluídas em seus acordos de delação premiada já homologado pelo Supremo Tribunal Federal. Os novos detalhes foram fornecidos aos investigadores da Operação Janus no mês de maio e abril e as informações abrem um novo leque de investigações contra  o ex-presidente Lula e seu “sobrinho” Taiguara Rodrigues Santos.

Segundo publicação no site da ISTOÉ,  "o patriarca da família, Emílio Odebrecht, confirmou que em uma das palestras bancadas pela empresa para Lula falar em Angola, ele apresentou Taiguara a um subordinado da empresa como fornecedor da empreiteira. Em 2011 e 2015, o ex-presidente fez duas palestras no país africano onde a construtora tem negócios bilionários financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A Odebrecht repassou R$ 20 milhões à empresa de Taiguara, a Exergia. Segundo o Ministério Público, essa foi a forma de a empresa pagar corrupção ao ex-presidente.

Na segunda palestra, em 2014, também bancada pela Odebrecht, há fotos e vídeos de Lula e Emílio. O computador de Taiguara apreendido pela Polícia Federal mostra ainda fotos do petista e do sobrinho no país africano. Todos já foram denunciados criminalmente na 10ª Vara Federal de Brasília na Operação Janus, uma das mais documentadas acusações contra o petista feita ainda no ano passado. Mas advogados das defesas pediram ao juiz Vallisney Oliveira para que as delações da Odebrecht fossem acrescentadas ao caso.

Os denunciados no âmbito da Operação Janus são:

– Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República. Acusações: organização criminosa, lavagem de dinheiro, tráfico de influência, corrupção passiva.

– Marcelo Bahia Odebrecht, presidente afastado do grupo Odebrecht. Preso em Curitiba. Acusações: organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa.

– Taiguara Rodrigues dos Santos, dono da Exergia Brasil e “sobrinho” de Lula. Acusação: organização criminosa, lavagem de dinheiro.

– José Emmanuel Camano, sócio de Taiguara na Exergia Brasil. Acusações: organização criminosa, lavagem de dinheiro

– José Mário de Madureira Correia, português representante da Exergia Portugal. Acusação: lavagem

– Diretores de contrato da Odebrecht Pedro Henrique Schettino, Maurizio Ponde Bastianelli, Javier Chuman Rojas, Marcus Fábio Souza Azeredo, Eduardo de Athayde Badin e Gustavo Teixeira Belitardo. Acusação: lavagem 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget