\imprensa Viva
.

Lauro Jardim, o mesmo que vazou transcrição falsa de gravação de Joesley, chora no Globo pela JBS



A coluna de Lauro Jardim, do O GLOBO, está chorando pelo leite derramado dos irmãos Batista (aqui). O responsável pelo vazamento de uma transcrição falsa da gravação feita por Joesley Batista com Michel Temer lamenta o fato da Petrobras ter rompido o contrato de fornecimento de gás com a termelétrica de Cuiabá da J&F.

No contrato entre as duas empresas, havia uma cláusula que previa o rompimento imediato de contrato em caso de corrupção comprovada por parte dos contratantes. Joesley Batista ofereceu uma mesada milionária para o ex-assessor de Temer, em troca de reduzir o preço do gás para sua termelétrica. Rodrigo Rocha Loures foi flagrado recebendo uma mala com R$ 500 mil, perdeu o cargo, perdeu o mandato de deputado e foi preso há uma semana.

Temer está por trás das duas medidas citadas acima. Primeiro, tirou Osmar Serraglio do Ministério da Justiça, forçando- a assumir seu mandato de deputado federal ocupado por Rocha Loures. Na prática, Temer retirou do ex-auxiliar a prerrogativa de foro privilegiado, o que permitiu que fosse preso imediatamente após o escândalo.

Na outra ponta, Temer se reuniu com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, para analisar as medidas cabíveis no caso. Parente lembrou ao presidente que a cláusula contratual entre a Petrobras e a termelétrica de Cuiabá previa o rompimento unilateral do contrato de fornecimento de gás, além de uma multa de R$ 70 milhões contra a empresa de Joesley Batista. Assim foi feito.

O pessoal do site O Antagonista e a Globo acusam Temer de retaliar a JBS, mesmo cientes de que os bandidos do grupo lesaram os cofres públicos e acumularam fortuna com o dinheiro do contribuinte, com a ajuda de Lula e Dilma. Embora Temer tenha determinado medidas duras contra o grupo, incluindo o cancelamento de uma linha de crédito de R$ 9 bilhões da JBS na Caixa Econômica Federal, o governo agiu dentro da legalidade, conforme rezam os contratos do Grupo com órgãos públicos. Reclamar do governo por retaliar bandidos é coisa de bandido.

No mercado, analistas se surpreenderam com as medidas duras do governo contra a JBS. A constatação geral é a de que Temer não teve nenhum receio de punir os irmãos Batista de forma exemplar. A conclusão é mais que óbvia. Se Temer tivesse algum envolvimento com esquemas de corrupção na JBS, não teria sido tão duro com os criminosos confessos. Já a generosidade do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com os bandidos da JBS é que está levantando suspeitas em todos os setores da sociedade.

O fato da Globo e do Antagonista se doerem pelos irmãos Batista não é nenhuma novidade. Afinal, os dois veículos usaram um vazamento criminoso com notícias falsas para pedir a renúncia de Temer.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget