\imprensa Viva
.

Após 13 anos aparelhando o STF, Lula quer mudança no modelo de escolha dos ministros para salvar a pele de petistas




O ex-presidente Lula parece que só enxerga o óbvio quando lhe convém. O petista se aproveitou da comoção em torno do vergonhoso acordo de delação da JBS homologado pelo ministro Edson Fachin e do controverso julgamento da chapa Dilma/Temer no TSE para explorar antigos anseios da população.

A atual crise entre os três Poderes, o petista, que passou treze anos aparelhando as instituições do país, passou a defender mudanças no critério de escolha dos ministros do Superior Tribunal Federal (STF).

Embora negue que os presidentes tenham influência sobre os ministros que indicam ao STF, mesmo tendo indicado Dias Toffoli, um ex-advogado do PT, Lula agora afirma que "o critério está errado" e sugeriu que seja criado um colegiado responsável pela formação do tribunal e seja debatido o tempo de mandato. "Não pode uma pessoa entrar com 35 anos e ficar até os 75 exercendo o cargo na Suprema Corte", reclamou o petista que não pode mais influenciar na escolha de nenhum cargo da administração federal.

Desde o fim da ditadura, o petista, que governou o Brasil de 2003 a 2010, foi o presidente que mais indicou ministros ao STF, com oito magistrados recomendados. Foram eles Eros Grau, Carlos Alberto Menezes Direito, Carlos Ayres Britto, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Cezar Peluso, Joaquim Barbosa e Dias Toffoli. Hoje, somente Lewandowski, Toffoli e Cármen Lúcia seguem no Supremo.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget