\imprensa Viva
.

Vídeo comprova fracasso de ato da esquerda no Rio. Tudo que vem dessa gente é mentira



Os organizadores do ato "O Rio pelas Diretas JÁ" usaram as mesmas técnicas manjadas de registros de imagens usadas pelo PT para transparecer que que havia bem mais gente na orla de Copacabana do que fato havia. Mas um vídeo produzido pelos próprios organizadores divulgado no site dos Block blocs da mídia ninja acabou desmontando a própria farsa.

Entre os presentes, circulavam pessoas ligadas a organização do evento instruindo as pessoas para se dispersarem ao máximo possível na região do evento e ocupar o maior espaço possível da orla, com o objetivo de passar a impressão de que Copacabana estava tomada por cidadãos pedindo a saída de Temer. Mas a verdade é no local só havia ativistas de esquerda, sindicalistas revoltados com o fim do imposto sindical e artistas órfãos das mamatas da Lei Rouanet. As areias da praia sequer foram ocupadas, como esperavam os organizadores. Era o sonho de Caetano cantar para uma multidão.

Mesmo sendo instruídos via mensagens pelo Whatsapp para não comparecerem ao local com camisas ou bandeiras vermelhas com imagens de Lula, Dilma, Che Guevara, Fidel Castro ou imagens simbolizando a maconha, vários militantes não quiseram abir mão de seus uniformes.

Apesar do apoio da Globo, que liberou todos os artistas da emissora para comparecerem ao ato, apesar das insistentes convocações nas redes sociais, Wagner Moura, Fábio Assunção, Adriana Esteves, Lázaro Ramos, Letícia Sabatella, Gregório Duvivier, Vladimir Brichta, Emmanuele Araújo, Lucio Mauro Filho e José de Abreu não conseguiram convencer o cidadão de verdade a participar de mais uma farsa da esquerda, que tem por objetivo salvar Lula da cadeia.

A baixa adesão de "manifestantes" gerou até algumas brigas nos bastidores do evento. Os organizadores reclamavam por não ter havido tempo suficiente para mobilizar mais pessoas, outros culpavam o mau tempo e os atos de vandalismo registrados na Esplanada dos Ministérios na última quarta-feira, convocado pelos mesmos organizadores do ato em Copacabana, sabidamente a Frente Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular, movimentos controlados pelo PT, CUT, MTST e MST.

Decepcionados, o Wagner Moura e o cantor Caetano Veloso se queixavam nos bastidores da falta de "consciência política" dos brasileiros. A expectativa era de atrair pelo menos  100 mil pessoas para o ato, mas durante todo o dia, pouco mais de 10 mil manifestantes foram contabilizados pelos próprio organizadores nos bastidores do evento. Nem mesmo a inclusão de atrações artísticas, com shows do cantor Caetano Veloso, Mano Brown, Criolo, Maria Gadú, Teresa Cristina, Mart'nália, Mosquito, Cordão da Bola Preta e BNegão foi capaz de atrair um público razoável, como pode ser visto no final do vídeo abaixo:



Nas imagens, é possível perceber que o primeiro ângulo mostra uma multidão de pessoas, mas na medida em que a o Drone com a Câmera sobre, fica fácil perceber o quanto as pessoas estão dispersas pelo local. Os editores do vídeo ainda tentaram esmaecer as imagens no final do registro, mas basta pausar em alguns trechos para perceber o fracasso do ato. A fraude nas imagens que circulam na internet e na Globo são típicas da cultura de esquerda, que vive de mentiras, mas ainda não se deram conta de que se tornam cada vez mais ridículos aos olhos do povo que tem que trabalhar, que tem contas para pagar, que tem responsabilidade com suas famílias e respeito pelo país.

Ninguém sério vai para rua defender bandidos da Lei Rouanet, petistas ladrões como Lula e Dilma ou sindicalistas apavorados com o fim da mamata do imposto sindical obrigatório. Era disso que a manifestação se tratava de fato. Nenhum brasileiro que se preze está disposto a compartilhar o mesmo espaço com bandidos denunciados por receber dinheiro roubado da Petrobras, como Jandira Feghalli e Lindbergh Farias.

Apesar da comprovação do baixo público no local, os sites a serviço da esquerda e os jornalistas de aluguel ainda não entraram em um consenso sobre a mentira a ser explorada juntamente com as fotos e imagens produzidas a partir de ângulos "favoráveis". Alguns falam em um público de 100 mil. Outros chutam 150 mil. Mas tem alguns que falam até em 1 milhão de pessoas.

O fracasso dos ativistas de esquerda ficou conhecido nas redes sociais como #MicoPelasDiretas. Não tinha como dar certo mesmo. Até por que, eleições diretas a esta altura do campeonato são inconstitucionais. Embora esta seja a vontade de Lula para tentar se livrar da Lava Jato gastando bilhões de dólares que tem no exterior para comprar as eleições com ajuda da Globo e de políticos corruptos, esta não é a vontade do povo.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget