\imprensa Viva
.

Quando ele estava ferido, maltrapilho e frágil, ninguém queria. Agora que está mais ajeitado, todos brigando por ele



O Brasil passou por maus bocados nas mãos do PT nos últimos anos. Com Dilma então, nem se fala. A petista mentiu como se o mundo fosse acabar amanhã e usou todo dinheiro roubado que conseguiu para se reeleger em 2014 para ela mesma tentar esconder o rombo que havia aberto nas contas públicas.

Não demorou muito tempo para que todos se dessem conta da real situação do país. Ao descobrirem o estrago que Dilma e o PT haviam feito na administração pública, trataram de cassar seu mandato, mas já era tarde demais. O número de empresas falindo e o número de desempregados atingiu a estratosfera. Inflação em alta, dólar galopante, juros nas alturas e o caixa da União zerado. O Brasil estava literalmente quebrado e com o nome sujo na praça. Ninguém queria segurar o pepino. O próprio Lula e seus cumpanheiros do PT deram uma de João sem braço e logo abandonaram o discurso das diretas já.

Sobrou para Temer a empreitada de endireitar o país. Contrariando todos os setores da esquerda, o presidente interino realizou uma pequena faxina no governo, demitiu milhares de mortadelas sanguessugas, cortou gastos desnecessários e mordomias, e aos poucos foi reconquistando a confiança do mercado e dos investidores estrangeiros. Durante exatamente um ano à frente do governo federal, Temer simplesmente fez o dever de casa e conseguiu livrar o país da pior recessão em mais de cem anos de história. Foram criadas 58 mil vagas com carteira assinada em abril e a expectativa era de que outras 60 mil seriam gerados em maio.

Estava tudo indo muito bem até que o presidente tropeçou no próprio excesso de confiança ao se permitir influenciar por seu ministro da Fazenda sobre um encontro com um empresário corrupto que ser tornou bilionário  graças aos esquemas de corrupção que manteve com o PT de Lula e Dilma ao longo de mais de dez anos. Joesley Batista levou um gravador para registrar alguma conversa comprometedora e entregar a fita para a Rede Globo. Como não conseguiu registrar nada que pudesse derrubar o presidente, a Globo publicou uma versão falsa da transcrição da gravação e exigiu a renúncia imediata de Temer.

Os oportunistas de plantão ficaram logo  animadinhos com a possibilidade de assumir o comando do país e colher os louros no lugar de Temer. Os salvadores da pátria de última hora viram ainda outra possibilidade: se vangloriar da recuperação econômica do país para concorrer novamente à Presidência em 2018. Até o momento, pelo menos 18 "salvadores da pátria" já se dispuseram a concorrer em uma eleição indireta na Câmara dos Deputados, caso Temer renuncie, tenha seu mandato cassado pelo TSE (por corrupção do PT na eleição de Dilma), ou sofra um ´processo de impeachment pouco provável.

O problema maior é que Temer não atendeu aos apelos sensíveis da Rede Globo e não renunciou. O Brasil quase que voltou à normalidade e o povo não demonstrou confiança em nenhum dos prováveis sucessores de Temer. O candidato da Globo é justamente o homem que convenceu Temer a se encontrar com JoesleY Batista - Henrique Meirelles foi presidente do Banco Central durante todo o governo de Lula, entre 2003 e 2011. Saiu de lá indicado para o cargo de presidente do Conselho da JBS e virou empregado e amigo de Joesley Batista. Ocupou o cargo entre 2012 e 2016, indo parar no Ministério da Fzenda do governo Temer.

Tem ainda o ex-ministro de Lula, Nelson Jobim, sócio do banco pactual do André Esteves, aquele que esteve envolvido na compra do silêncio do ex-diretor da Petrobrás, Nestor Cerveró. André Esteves figura no mesmo processo que Lula, onde os dois respondem pelo crime de tentativa de obstrução de Justiça. Isso sem contar nomes como Fernando Henrique Cardoso, o padrinho de Aécio Neves, e do próprio Lula, que também está disposto a concorrer à uma eleição indireta na Câmara, pois sabe que mesmo que alterassem a Constituição para a convocação de eleições diretas, dificilmente ganharia de João Doria ou de Jair Bolsonaro. Eleições diretas para o PT significa a ida de Lula direto para a cadeia, pois o petista não venceria a eleição e não conseguiria se livrar das encrencas em que se meteu com a Lava Jato.

Apesar de tanta podridão da classe política, o Brasil ainda conseguiu se recuperar e está até bonitinho na foto perante a comunidade internacional, sob o ponto de vista da economia e das perspectivas positivas para os próximos anos. O povo brasileiro é que tem de permanecer atento quanto aos vários golpistas que se autodenominam salvadores da pátria. Será que querem mesmo salvar o Brasil ou estão mais preocupados em salvar a própria pele?
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget