linkaki

PT quer levar 30 mil militantes para Curitiba no dia do depoimento de Lula. Vão acabar apanhando do povo



O juiz Sérgio Moro atendeu a solicitações da Polícia Federal e da Secretaria de Segurança Pública do Paraná e remarcou a oitiva do ex-presidente Lula para o próximo dia 10. A magistrado entendeu que os órgãos de segurança precisavam de mais tempo para organizar um esquema de contenção para prevenir possíveis excessos de militantes petistas e ativistas de esquerda.

Em nota, Sérgio Moro avisou que, apesar de considerar as manifestações um direito democrático, as autoridades não vão tolerar ânimos exaltados e vão tomar medidas cabíveis contra os agitadores que forem identificados pelas equipes da PF.

Além da Polícia Federal e das Polícias Militar e Civil do Paraná, o Exército também já se colocou em prontidão para cobrir qualquer emergência. Como se não bastasse, o juiz Sérgio Moro conta com o apoio de quase 2 milhões de Curitibanos, defensores ferrenhos da Lava Jato e contrários a organização criminosa chamada PT comandada por Lula e companhia.

O PT espera reunir 30 mil pessoas em Curitiba na próxima quarta-feira 10, data do depoimento do petista ao juiz Sergio Moro. A princípio, o partido pretende mobilizar o máximo de pessoas possível, inclusive com fretamento de ônibus e pagamento de diárias aos manifestantes contratados nas periferias da região. O propósito desta mobilização artificial é o de produzir vídeos espetaculares para demonstrar que Lula conta com o apoio da sociedade. Uma sociedade promíscua composta por sindicalistas, políticos corruptos, servidores incompetentes e militantes remunerados.

Mas a sociedade verdadeira, composta por chefes de família desempregados, trabalhadores com medo de perder seus empregos, profissionais liberais e empresários que estão sentindo na pele o alto custo da corrupção dos governos do PT não apoia Lula.

Caso os capangas de Lula se exaltem, inflamados por agitadores profissionais do PT, terão uma surpresa bastante desagradável.

Informe seu Email para receber notícias :