\imprensa Viva
.

Presidente do Instituto Lula não soube explicar fraude em contrato e outros detalhes sórdidos do acervo de Lula



O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, não soube explicar ao juiz Sérgio Moro uma série de contradições envolvendo o contrato de transporte e armazenamento do acervo presidencial retirado por Lula dos Palácios do Planalto e Alvorada ao fim de seu mandato, em janeiro de 2011.

 Okamotto foi interrogado nesta quinta-feira em Curitiba e caiu em uma série de contradições sobre o fato de toda a operação ter sido bancada pela empreiteira OAS do então amigo de Lula, Léo Pinheiro. O presidente da entidade que leva o nome do ex-presidente reconheceu ao juiz Sergio Moro ter pedido à OAS o 'apoio' financeiro enquanto procurava um local para abrigar objetos, mas não soube explicar por que no contrato contava "armazenagem de materiais de escritório e mobiliário corporativo de propriedade da construtora OAS", o que indica fraude para ocultar a real natureza da operação.

Okamotto tirou o corpo fora e disse que não foi ele que cuidou do tal contrato fraudulento. O ex-presidente Lula é acusado de receber 3,7 milhões de reais em propina da OAS por meio de vantagens indevidas nos casos do tríplex no Guarujá, na reforma do sítio em Atibaia e no transporte e armazenamento dos objetos que trouxe de Brasília para São Paulo ao fim de seu último mandato.

Okamotto negou a acusação que pesa contra ele, de que teria intermediado pagamento de vantagens indevidas da empreiteira ao ex-presidente através do armazenamento do acervo presidencial,, que teve um custo de R$ 1.3 milhão. Ao ser indagado sobre significado dos dizeres "praia" e "sítio", escritos em algumas caixas que foram apreendidas pela Polícia Federal, o presidente do Instituto Lula também não soube explicar tal fato, que caracteriza que parte dos objetos tinham um destino bastante claro.

_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget