\imprensa Viva
.

Petistas sonham em unificar o Brasil contra Temer. Se esqueceram que a nossa bandeira jamais será vermelha



O ex-ministro Gilberto Carvalho, do PT, participou esta semana do programa "Diálogos", apresentado pelo jornalista de esquerda Mario Sérgio Conti, e falou sobre a necessidade de união de todos os brasileiros em torno de uma nova agenda política. O organizador dos atos de vandalismo de militantes ativistas de esquerda nas manifestações de quarta-feira na Esplanada dos Ministérios chegou a debochar dos manifestantes que pediram o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Segundo Carvalho, "aquelas pessoas que foram às ruas com camisas da seleção brasileira" também serão bem vindas nas manifestações contra o governo Temer.

Logo no início da entrevista, Gilberto Carvalho afirmou que "Brasília viveu o maior espetáculo de público desde que eu conheço desde que eu tô lá em 2003". O número de sindicalistas, militantes e terroristas estimado pelas forças de segurança ficou entre 20 e 25 mil pessoas, algo bem inferior aos milhões de brasileiros que foram às ruas pedir o impeachment de Dilma e a prisão de Lula. Mas como petista e mentiroso, o seminarista afirmou que havia "mais de 100 mil pessoas e que foi uma coisa muito bonita". Logo em seguida, Caralho cai em contradição ao informar que os militantes foram levados em 500 ônibus fretados pelo PT, MST, CUT e outros movimentos controlados pelo partido.
Como a capacidade média de um ônibus é de 40 pessoas, a estimativa de um público de 20 mil feita pela Polícia Militar parece a mais correta.

O comunista conhecido como "seminarista" e ex-chefe de gabinete do presidente Lula se tornou réu numa ação de improbidade administrativa na qual é acusado de participar de um esquema de corrupção que desviava dinheiro para o PT. Tido como um indivíduo de fala mansa, mas que age de forma truculenta nos bastidores, Gilberto Carvalho mentiu sobre o enriquecimento de seus companheiros e afirmou que os corruptos do PT são uma "minoria". Certamente se referia a todos aqueles que conseguiram cargos em administrações petistas.

O seminarista não falou sobre a corrupção protagonizada pelo PT em Santo André, assim como não mencionou a morte violenta de Celso Daniel, de quem também foi secretário, mas afirmou que gostaria de ver "aquelas pessoas que foram às ruas com camisas da seleção brasileira" junto com os terroristas profissionais do PT unidos nas ruas em uma manifestação pedindo a renúncia de Temer.

Além de mentiroso, cínico e corrupto, Gilberto Carvalho deve sofrer de alguma demência. Ele finge ignorar que a bandeira dos brasileiros de verdade jamais será vermelha. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget